Lusa

Educação: Explicações em casa substituídas pelo explicador online

Sílvia Maia

Lisboa, 07 mai (Lusa) -- As explicações domiciliárias são cada vez mais uma coisa do passado. Hoje, os "professores" entram em casa dos estudantes através da Internet. Há um site português onde estão inscritos mais de 46 mil alunos.





*** Sílvia Maia, da agência Lusa ***





Lisboa, 07 mai (Lusa) -- As explicações domiciliárias são cada vez mais uma coisa do passado. Hoje, os "professores" entram em casa dos estudantes através da Internet. Há um site português onde estão inscritos mais de 46 mil alunos.

Bruno Barbas começou a dar explicações no Porto quando acabou o curso de Gestão e Engenharia Industrial, há 13 anos. Hoje na sua "carteira de explicandos" tem alunos da Madeira, dos Açores e do Algarve. Transformou-se num explicador do século XXI: em vez de receber os estudantes em casa, entra no quarto dos alunos graças às novas tecnologias.

Para Bruno Barbas, a experiência de explicar as matérias à distância começou no site http://www.tiraduvidas.eu.

Hoje, aquele sítio na Internet tem 46.157 alunos e mais de cinco mil professores inscritos. Ali, podem-se tirar dúvidas a mais de 300 disciplinas de todos os níveis de ensino. Em vez de uma mensalidade fixa, as dúvidas pagam-se ao minuto, havendo módulos de 5,10, 20 e 30 minutos.

Bruno Barbas era um dos professores do "Tiradúvidas", mas acabou por abandonar o site para criar o seu próprio negócio na Internet. No blog http://www.explicacoes-online.blogspot.com/ ensina Matemática a estudantes de todo o país sem nunca sair do conforto da sua casa, mas ainda mantém alguns alunos que à hora marcada lhe tocam à campainha para uma explicação presencial, à moda antiga.

O percurso de Vítor Pereira é parecido: começou a ensinar em casa há sete anos, até que um dia teve "um feeeling" que a Internet podia ser uma boa opção. Criou o site www.explicamat.pt há dois anos e neste momento está a preparar 30 alunos para o exame nacional de Matemática.

"As explicações através da net são muito mais baratas e mais cómodas. Por exemplo, cada módulo para o exame nacional de Matemática custa 30 euros e o 12.º ano completo são apenas quatro módulos", sublinha o professor, que está a preparar 48 aulas que pretende disponibilizar gratuitamente no site.

"Eu sou um explicador normal, se bem que agora já tenho mais alunos on-line que presenciais. No meu gabinete tenho 20, enquanto na net já são 30 e acredito que isto é o futuro", disse o professor de 33 anos, que ensina Matemática a estudantes do 7.º ano ao ensino superior.

Rui Martins, responsável da Confederação Nacional Independente de Pais e Encarregados de Educação, tem alguns receios sobre o uso da Internet, mas reconhece as vantagens das explicações virtuais: "É mais barato e pode-se tirar dúvidas a qualquer altura e em qualquer local".

A maioria das explicações faz-se através de salas de conversação ou mesmo trocando e-mails, mas a webcam também começa a ser cada vez mais usada. Vítor Pereira diz que através da imagem "as explicações ganham um entusiasmo maior".

No site de Vítor Pereira, o explicador incentiva ao estudo lembrando uma frase de Einstein: "O único lugar onde o sucesso vem antes do trabalho é no dicionário".





Lusa/Fim

  • As queixas dos polícias
    15:17