Conteúdo Patrocinado

Galp reúne cientistas de dados em competição inovadora na Refinaria de Sines

Até domingo, a Refinaria de Sines é palco do Datathon, uma competição que envolve cientistas de dados de universidades nacionais e estrangeiras com o objetivo de encontrar uma solução inovadora para melhorar o desempenho desta unidade

Como otimizar a performance de uma unidade da refinaria de Sines e potenciar a capacidade global do aparelho refinador da Galp? A solução para este desafio pode ser encontrada já este fim de semana no Datathon, uma maratona de ideias que reúne cientistas de dados de várias universidades portuguesas, espanholas e inglesas, nomeadamente o Instituto Superior Técnico, a Universidade de Coimbra, a Universidade de Aveiro, a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, a Universidade de Valência, a Universidade de Castilla-La Mancha, e a Liverpool John Moores University.

As propostas decorrentes desta competição internacional – desenhada para otimizar processos industriais através de técnicas analíticas como Big Data, Analytics ou Machine Learning, – vão ser analisadas por um júri e a solução vencedora arrecadará um prémio no valor de 50 mil euros.

Esta competição tecnológica traduz o compromisso da Galp com o ecossistema global de inovação, estando a iniciativa integrada na estratégia global da empresa para o desenvolvimento de soluções inovadoras que melhorem a eficiência das suas operações e processos.

Estando a Galp empenhada em seguir a senda da transformação, a abertura a parcerias com a academia em áreas de vanguarda do conhecimento podem, de acordo com Nuno Pedras, Chief information and Digital Officer da Galp, “contribuir para acelerar este processo de transformação”.