Cultura

Alunos italianos elegem "Mein Kampf" de Hitler um dos livros preferidos

© Fabrizio Bensch / Reuters

O ministro da Educação italiano teve um choque quando recebeu os resultados de um inquérito aos alunos do ensino secundário sobre os livros preferidos. Inesperadamente, "Mein Kampf - A minha luta" de Adolf Hitler figura entre os eleitos.

A sondagem em 140 mil turmas do ensimo secundário destinava-se a perceber quais as obras de autores italianos mais populares, mas os estudantes acabaram por introduzir um autor estrangiero. E não um "autor estrangeiro" qualquer.

"Mein Kampf" é a obra, em parte autobiográfica, em que Hitler formulou e veiculou a sua ideologia e lançou as bases do nazismo. Foi escrita durante os anos de prisão que se seguiram à tentativa de golpe em Munique em 1923 e publicada a 18 de julho de 1925.

Dez turmas em Palermo, Cantanzro (Calabria), Potenza (Basilicata), Tivoli e Gaeta, Udine, Trieste e Piacenza selecionaram o livro de Hitler como um dos seus preferidos.

Um responsável do Ministério da Educação, Alessandro Fusacchia, classificou a escolha "particularmente obscena". Realçou, no entanto, que o livro não era elegível porque os alunos deviam escolher obras de autores italianos publicadas a partir de 2000.

Em junho desde ano, o jornal italiano Il Giornale causou polémica ao oferecer aos seus leitores o livro "Mein Kampf". A ação chocou a comunidade judaica e até o primeiro-ministro, Matteo Renzi.

  • "Jorge Jesus não vai continuar no Flamengo"
    2:38