Cultura

Antiga candidata a atriz acusa Steven Seagal de violação

Maxim Shemetov

Uma antiga candidata a atriz alegou que Steven Seagal a violou em 1993, quando tinha 18 anos, durante uma festa para celebrar o fim da rodagem de um filme, onde tinha tido um papel secundário.

Regina Simons classificou o alegado ataque sexual de Seagal como "muito predatório, muito agressivo e traumatizante", durante uma entrevista que foi divulgada hoje no programa televisivo "Megyn Kelly Today", que passa na NBC.

O advogado de Seagal não esteve disponível para comentar.Simons declarou que ficou surpreendida por ver que era a única convidada para a festa. No programa, detalhou: "Antes de dar por isso, ele estava em cima de mim e imobilizou-me".

Adiantou que congelou e que se tinha sentido como se tivesse saído do seu próprio corpo e que tinha apresentado queixa na polícia de Beverly Hills, no Estado da Califórnia, onde o incidente ocorreu.

Outras mulheres também já acusaram Seagal de assédio sexual. Jenny McCarthy disse que o ator a assediou durante uma audição em 1995 e Portia de Rossi acusou-o de lhe abrir as calças também durante uma audição.

Um porta-voz de Seagal negou as acusações de McCarthy ao The Daily Beast. McCarthy já tinha contado os mesmos factos ao Movieline em 1998.

Lusa

  • "Jorge Jesus não vai continuar no Flamengo"
    2:38