Cultura

"O Tatuador de Auschwitz" é o livro do ano para a Bertrand

O vencedor da 3.ª edição do Prémio Livro do Ano Bertrand foi votado por mais de 22 mil pessoas, entre leitores e livreiros. Estiveram a concurso 149 títulos.

As votações centraram-se em 4 categorias: Melhor Livro de Ficção Lusófona, Melhor Livro de Ficção de Autores Estrangeiros, Melhor Reedição de Obras Essenciais e Melhor Livro de Poesia.

Eis os vencedores:

Melhor Livro de Ficção de Autores Estrangeiros

1.º lugar - O Tatuador de Auschwitz, de Heather Morris, da Presença.

2.º lugar - A Morte do Comendador I, de Haruki Murakami, da Casa das Letras.

3.º lugar - Os Dez Espelhos de Benjamin Zarco, de Richard Zimler, da Porto Editora.

Melhor Livro de Ficção Lusófona

1.º lugar - A Amante do Governador, de José Rodrigues dos Santos, da Gradiva.

2.º lugar - D. Maria I, de Isabel Stilwell, da Manuscrito.

3.º lugar - Princípio de Karenina, de Afonso Cruz, da Companhia das Letras.

Melhor Livro de Poesia

1.º lugar - Nómada, de João Luís Barreto Guimarães, da Quetzal.

2.º lugar - Obra Poética Obra Poética I, de António Ramos Rosa, da Assírio & Alvim.

3.º lugar - Agon, de Luís Quintais, da Assírio & Alvim.

Melhor Reedição de Obras Essenciais

1.º lugar - A Leste do Paraíso, de John Steinbeck, da Livros do Brasil.

2.º lugar - Dona Flor e os Seus Dois Maridos, de Jorge Amado, da Dom Quixote.

3.º lugar - Odisseia de Homero, de Homero, da Quetzal.