Cultura

Museu do Prado vence Prémio Princesa das Astúrias de Comunicação e Humanidades

O prémio foi hoje anunciado em Oviedo, Espanha.

O Museu do Prado, em Madrid, que está a celebrar 200 anos, foi distinguido com o Prémio Princesa das Astúrias de Comunicação e Humanidades 2019, anunciou hoje o júri em Oviedo, Espanha.

Descrito como a "instituição cultural mais importante de Espanha", o Museu do Prado é também o mais visitado deste país, com 2,9 milhões de entradas registadas em 2018.Inaugurado a 19 de novembro de 1819, o Museu do Prado apresenta uma coleção de cerca de 8.000 pinturas, das quais 1.700 estão expostas no edifício Villanueva e mais de 3.200 estão distribuídas por instituições culturais de Espanha.

O edifício do Museu do Prado foi desenhado por Juan de Villanueva em 1785, por ordem de Carlos III, na altura para acolher o Gabinete de Ciências Naturais.

No entanto, foi o neto de Carlos III, Fernando VII, que tomou a decisão de criar um Real Museu de Pintura e Escultura, impulsionado pela mulher, a rainha portuguesa Maria Isabel de Bragança.

Ao Prémio Princesa das Astúrias de Comunicação e Humanidades, com um valor monetário de 50 mil euros, concorreram 29 candidaturas de 14 países.A candidatura do Museu do Prado foi proposta por um conjunto de personalidades que incluiu, entre outros, os escritores Mario Vargas Llosa e Antonio Muñoz Molina e o arquiteto Norman Foster.

Lusa

  • Depressão é a doença mental mais frequente no país e afeta cerca de 400 mil portugueses
    3:23
  • Carro de Santana Lopes não tinha seguro?
    1:44