Cultura

Cartas de amor de Leonard Cohen para Marianne vendidas em leilão

Escritos revelam uma história de amor que durou até ao fim da vida.

Uma coleção de mais de 50 cartas de amor escritas pelo músico e poeta canadiano Leonard Cohen para a mulher que inspirou "So Long, Marianne" foi vendida num leilão na Christie's por 876 mil dólares, cerca de 776 mil euros, cinco vezes mais que o estimado.

As cartas, vendidas pela família de Marianne Ihlen, documentam o caso amoroso que começou em 1960 na ilha grega de Hydra, o despertar da carreira musical de um poeta em dificuldades, uma relação à distância que durou até à morte de Marianne aos 81 anos, logo seguida da de Leonard.

Em abril de 1960, Cohen estava na ilha de Hydra quando conheceu a norueguesa Marianne, na altura casada e com um bebé. Mas a atração mútua foi imediata e Marianne tornou-se a musa inspiradora de algumas das mais conhecidas canções escritas por Cohen "Bird on a Wire," "Hey, That's No Way to Say Goodbye" e, claro, "So Long, Marianne".

Marianne faleceu de leucemia em Oslo em julho de 2016, aos 81 anos. Cohen, que também sofria de leucemia, morreu três meses depois, aos 82 anos.

Um documentário sobre esta história de amor "Marianne & Leonar Words of Love" vai estrear no mês de julho.

  • Mourinho procura clube e rejeita, para já, treinar seleções
    7:14