Cultura

As imagens do quarto onde Michael Jackson morreu

Gary Hershorn

O músico foi encontrado morto a 25 de junho de 2009, na sequência de um ataque cardíaco.

As circunstâncias que rodearam a morte de Michael Jackson são retratadas num novo documentário, que mostra imagens do quarto onde o rei do pop morreu. Frascos de comprimidos, imagens de bebés e papéis foram algumas das coisas encontradas.

"Killing Michael Jackson" foi transmitido no sábado passado na Quest Red, um canal britânico de televisão, e foca-se na investigação original de três detetives norte-americanos à morte do músico.

Michael Jackson foi encontrado morto a 25 de junho de 2009, na sequência de um ataque cardíaco causado por uma dose fatal de propofol. Em 2011, o médico pessoal do músico, Conrad Murray, foi condenado por homicídio involuntário e ficou preso durante dois anos.

Agora, os detetives Scott Smith, Orlando Martinez e Dan Myers revelaram o que encontraram no quarto onde Michael Jackson morreu.

"Havia pequenas notas ou pedaços de papel colados por todo o quarto, e os espelhos e as portas tinham frases ou slogans", revelou o detetive Martinez no documentário, citado pelo Metro.

Quest Red

Quest Red

Quest Red

"Não sei se eram letras de músicas ou pensamentos. Alguns pareciam poemas. O quarto estava... estava uma confusão."

Ao entrar no quarto onde Conrad Murray tratou o rei do pop, o detetive recordou ter encontrado um computador na cama, assim como uma boneca e vários anúncios de bebés.

Quest Red

Quest Red

Quest Red

O detetive acrescentou que aquele não parecia um quarto próprio para alguém ser medicamente tratado.

A mala do médico foi encontrada escondida na propriedade, o que causou algumas suspeitas. Dentro da mala, estavam vários medicamentos usados, como propofol, e lixo, como agulhas e garrafas vazias.

"As coisas que, quando encontramos dentro do quarto, deveriam estar espalhadas por lá."

Quest Red

Quest Red