Cultura

Sindicato prepara estratégia jurídica para impedir reposição das 40 horas semanais na CNB

Sindicato prepara estratégia jurídica para impedir reposição das 40 horas semanais na CNB

Trabalhadores da Companhia Nacional de Bailado e do Teatro S. Carlos continuam em greve.

Depois de mais de duas horas de plenário, os trabalhadores da Companhia Nacional de Bailado e do Teatro Nacional de São Carlos decidiram avançar juridicamente contra o Ministério da Cultura.

Os trabalhadores vão lutar contra a decisão anunciada na terça-feira, da reposição das 40 horas de trabalho para os funcionários da CNB que, desde 2017, têm-se regido pelo horário laboral de 35 horas semanais,

  • Nunca houve tanta falta de medicamentos nas farmácias portuguesas
    2:16
  • Cepas da Serra
    10:16
  • "À descoberta com..." Inês Castel-Branco na Tailândia 
    3:14