Cultura

Ex-diretor do Museu da Presidência vai ser julgado por 42 crimes

Ex-diretor do Museu da Presidência vai ser julgado por 42 crimes

O processo conta com mais três arguidos.

O ex-diretor do Museu da Presidência da República vai ser julgado por 42 crimes de tráfico de influência, falsificação, peculato, branqueamento de capitais e abuso de poder. Além de Diogo Gaspar, o processo conta ainda com mais três arguidos. Vão todos a julgamento.