Cultura

Cinemas portugueses registam melhor mês de julho desde 2004

Corinna Kern

A impulsionar os números de julho esteve, em particular, "O Rei Leão".

As salas de cinema portuguesas registaram, em julho, 1,777 milhões de espectadores, uma subida de 28,5% face ao mesmo mês de 2018 e o número mais elevado desde 2004, início da divulgação dos dados mensais pelo ICA.

Os números de espectadores em julho acentuam a subida dos dois meses anteriores, que já tinham registado aumentos de 8% e 24%, respetivamente, segundo o Instituto do Cinema e Audiovisual (ICA).

Também no campo da receita, o valor alcançado em julho é inédito para aquele mês: 9,7 milhões de euros, que significam um crescimento de 31,7% em comparação com o mesmo mês de 2018.

No acumulado dos primeiros sete meses de 2019, as estatísticas mensais do ICA dão conta de uma subida de quase 480 mil pessoas nos cinemas portugueses, em comparação com o mesmo período do ano passado, para um total de 8,48 milhões de espectadores, o que significa uma subida de 6%, no acumulado.

No campo da receita, o aumento é semelhante: a subida de julho levou o total do ano a registar um crescimento de 5,5% para 45,4 milhões de euros.

A impulsionar os números de julho esteve, em particular, "O Rei Leão", de Jon Favreau, que, apesar da estreia no dia 18 de julho, se tornou no filme mais visto do ano em Portugal com 717,3 mil espectadores e uma receita bruta de quase quatro milhões de euros.

Na lista dos dez mais vistos em 2019 não há nenhuma produção portuguesa. Já o 'ranking' de filmes portugueses mais vistos continua a ser liderado por "Snu", de Patrícia Sequeira, com 82 mil espectadores, colocando-se "Tony", de Jorge Pelicano, sobre o cantor Tony Carreira, em quinto lugar da lista, com 19 mil espectadores em apenas uma semana de exibição.

No panorama da exibição cinematográfica, a NOS Lusomundo continua a dominar, com 22,9% dos lugares a nível nacional, em 218 ecrãs e 31 espaços, seguida pela Cineplace com 85 ecrãs em 14 recintos.

O número de espectadores de cinema é divulgado mensalmente pelo ICA, desde 2004, com base em dados de bilheteira. Anteriormente, o número de espectadores era estimado pelo Instituto Nacional de Estatística, a partir do Inquérito aos Espectáculos Públicos (até 1998) e do Inquério ao Cinema (1999-2003).

Lusa

  • Os tsunamis que arrasaram a Ásia em 2004 e 2011
    25:20