Cultura

Capital do Natal: fraude e publicidade enganosa?

Abriu portas há três dias mas já conta com inúmeras queixas e pedidos de reembolso. Num comunicado enviado à SIC, a Christmas Fun Park, entidade responsável pela Capital do Natal, esclarece.

Capital do Natal = Lapónia?

No dia 29 de novembro, o Passeio Marítimo de Algés, em Oeiras, inaugurou a Capital do Natal, um parque que prometia recriar o ambiente da Lapónia, com uma roda gigante, uma pista de gelo e o Palácio dos Guardiões.

O bilhete individual de adulto é de cerca de 30 euros e dá acesso aos vários espaços do recinto.

As promessas da organização

"Cenário ambicioso muito ligado à Lapónia"

João Godinho, da organização do evento, esteve na Edição da Manhã da SIC Notícias, no dia 23 de outubro, para explicar o que os visitantes podiam encontrar na Capital do Natal. De acordo com João Godinho, este seria um recinto de grandes dimensões, com "novidades e experiências inovadoras para o público".

Visitantes sentem-se enganados

No entanto, desde a inauguração do espaço, as críticas e queixas dos visitantes não tardaram em chegar. Dizem que foram enganados, vítimas de publicidade enganosa e muitos deles pediram o reembolso dos bilhetes.

Nas redes sociais, muitas pessoas escreveram comentários a relatar a experiência no parque e a alertar os futuros visitantes daquilo que consideram ser uma fraude.

Além dos portugueses, também os visitantes espanhóis criticaram as condições do parque de Natal.

"Ponderem se querem pagar por esta porcaria", disse uma visitante espanhola enquanto filmava o recinto do parque.

"A maior fraude do mundo"

As queixas não se ficam apenas pelas redes sociais, de acordo com o jornal espanhol "Hoy", a União de Consumidores da Estremadura (UCE) já recebeu mais de 100 reclamações de publicidade enganosa, porque as "instalações não correspondem à realidade".

Muitos dos queixosos criaram um grupo no Facebook "Capital do Natal Estafa", em português "Capital do Natal: Fraude". O grupo é aberto ao público e lá pode encontrar um pouco de tudo, desde piadas sobre o recinto, comentários de visitantes a relatarem a experiência no parque, outros que informam como pode ser devolvido o dinheiro do bilhete.

Publicidade vs Realidade segundo os visitantes

Imagem retirada do grupo "Capital do Natal Estafa"

Imagem retirada do grupo "Capital do Natal Estafa"

Num esclarecimento enviado à SIC, João Godinho explica que a foto que circula nas redes sociais não é da da Capital do Natal.

Uma das imagens que circulou na web e que mobilizou a visita de espanhóis é uma das que vocês apontam na peça e que comprova a utilização de abusiva de imagens que não são da Capital do Natal. Esta foi-nos cedida por um dos reclamantes que nos estão a ajudar.

Refere ainda que o principal responsável por uma das queixas vindas de Espanha, Enrique Hernandez Baticon, depois de conversar com um representante da organização, aceitou o esclarecimento e pedido de desculpa anunciando ter decido "não causar problemas [à Capital do Natal], que não estava ciente dessa situação".

A resposta da Capital do Natal

Em comunicado enviado à SIC, a Christmas Fun Park, entidade responsável pela Capital do Natal, esclarece que “em Espanha, blogues e agências de viagem veicularam informação incorreta sobre o evento, como por mero exemplo a existência de pistas de ski com neve, sem terem confirmado ou validado essa informação connosco”.

Esta ação acabou por criar falsas expetativas a alguns visitantes e afetou negativamente a sua experiência no parque, o que deu origem a um conjunto de queixas e comentários negativos nas redes sociais”, adiantam.

Dizem ainda que apesar das queixas receberam “muitos comentários positivos e que esta situação não afetou, até ao momento, a venda de bilhetes (...) Refutamos ainda as acusações de más condições para os animais no recinto, já que as renas – tal como todo o Parque - estão devidamente licenciadas pelas autoridades competentes. As renas pertencem, de resto, à entidade “Burros do Magoito”, uma entidade idónea e fidedigna, conhecida pelo tratamento exemplar que dá aos seus animais. Por fim, a Capital do Natal esclarece que está a responder individualmente a todas as queixas e comentários negativos, e a avaliar as formas possíveis de resolver as situações reportadas".

Consulte aqui o comunicado na íntegra.

Câmara de Oeiras vai "averiguar factos" na base das queixas contra parque de Natal

"Tendo tomado conhecimento de reclamações de visitantes da Capital do Natal, evento privado e apoiado por diversas entidades, a Câmara Municipal de Oeiras já está a proceder à averiguação dos factos", lê-se num comunicado divulgado esta segunda-feira pela autarquia.

O evento decorre até 12 de janeiro no Passeio Marítimo de Algés.