Cultura

Tiago Rodrigues vence Prémio Pessoa 2019

Filipe Ferreira

O diretor artístico do Teatro Nacional D. Maria II é o galardoado da edição deste ano, anunciou hoje o presidente do júri, Francisco Pinto Balsemão, no Palácio de Seteais, em Sintra.

Tiago Rodrigues é ator, encenador, argumentista e atualmente diretor artístico do Teatro Nacional D. Maria II.

"Ao atribuir-lhe do Prémio Pessoa 2019, o júri consagra uma carreira de excecional projeção dentro e fora do País, mas também reconhece um contributo notável para o desenvolvimento do campo das Artes Performativas portuguesas”, lê-se na ata do Prémio Pessoa 2019.

Filipe Ferreira

O júri recorda que Tiago Rodrigues "começou por se destacar no panorama artístico português quando foi cofundador do projeto Mundo Perfeito, com o qual apresentou mais de trinta produções, quer em Portugal, quer em alguns dos mais importantes festivais e temporadas na Europa, no Brasil e nos Estados Unidos".

"Empenhado num constante diálogo entre o Teatro e as demais linguagens artísticas, colaborou com o coreógrafo Rui Horta e com os cineastas Tiago Guedes, João Canijo, Bruno de Almeida e Marco Martins e foi autor do guião da série televisiva 'Noite Sangrenta'".

Considera o júri que, em 2014, com a nomeação para o cargo de diretor do Teatro Nacional D. Maria II, "lançou um ambicioso projeto de internacionalização daquela instituição, à qual imprimiu um novo dinamismo desde logo reconhecido pela crítica e pelo público".

"É de sublinhar, em particular, o papel que, sob a sua orientação, o Teatro Nacional tem vindo a desempenhar na articulação com os projetos teatrais independentes e com a circulação de produções por todo o país", destacou o júri.

Lembrando que Tiago Rodrigues "é hoje uma presença regular nos principais palcos europeus", o júri destaca também "uma intensa atividade pedagógica, quer em centros de formação internacionais [...] quer em escolas portuguesas", bem como "uma forte dimensão comunitária" da sua intervenção, "estando, nomeadamente, associado a projetos de natureza social envolvendo jovens e seniores".

O Prémio Pessoa junta-se agora aos "numerosos prémios e distinções nacionais e internacionais" que tem recebido, destacando o júri "o Prémio Europa de Teatro de 2018, a atribuição do grau de Chevalier des Arts et Lettres pela República Francesa, ou o prémio da Associação Profissional da crítica francesa para a melhor peça do ano".

O Prémio Pessoa, no valor de 60 mil euros, é concedido anualmente "à pessoa de nacionalidade portuguesa que durante esse período e na sequência de uma atividade anterior tiver sido protagonista de uma intervenção particularmente relevante e inovadora na vida artística, literária ou científica do País. Esta é a 33.ª edição do Prémio Pessoa, uma iniciativa do EXPRESSO com o patrocínio da Caixa Geral de Depósitos", segundo o comunicado do prémio.

O júri do Prémio Pessoa 2019 é composto por: Francisco Pinto Balsemão (presidente); Emídio Rui Vilar (vice-presidente); Ana Pinho; Diogo Lucena; Eduardo Souto de Moura; José Luís Porfírio; Maria Manuel Mota; Maria de Sousa; Pedro Norton; Rui Magalhães Baião; Rui Vieira Nery; Viriato Soromenho-Marques.

Lista das personalidades distinguidas desde 1987

2019 - Tiago Rodrigues (Encenador, dramaturgo, ator e produtor teatral)

2018 - Miguel Bastos Araújo (geógrafo).

2017 - Manuel Aires Mateus (arquiteto).

2016 - Frederico Lourenço (filólogo, escritor, tradutor).

2015 - Rui Chafes (escultor).

2014 - Henrique Leitão (historiador de ciência).

2013 -- Maria Manuel Mota (investigadora).

2012 -- Richard Zenith (investigador).

2011 -- Eduardo Lourenço (ensaísta).
2010 -- Maria do Carmo Fonseca (investigadora).
2009 -- Manuel Clemente (cardeal-patriarca de Lisboa).
2008 - João Luís Carrilho da Graça (arquiteto).
2007 -- Irene Flunser Pimentel (historiadora).
2006 -- António Câmara (investigador).
2005 -- Luís Miguel Cintra (ator, encenador).
2004 -- Mário Cláudio (escritor).
2003 - José Joaquim Gomes Canotilho (constitucionalista).
2002 - Manuel Sobrinho Simões (investigador).
2001 - João Bénard da Costa (historiador de cinema).
2000 - Emmanuel Nunes (compositor).
1999 - Manuel Alegre (escritor) e José Manuel Rodrigues (fotógrafo).
1998 - Eduardo Souto de Moura (arquiteto).
1997 - José Cardoso Pires (escritor).
1996 - João Lobo Antunes (investigador, neurocirurgião).
1995 - Vasco Graça Moura (escritor e tradutor).
1994 - Herberto Helder (poeta).
1993 - Fernando Gil (ensaísta).
1992 - António e Hanna Damásio (investigadores).
1991 - Cláudio Torres (arqueólogo).
1990 - Menez - Maria Inês da Silva Carmona Ribeiro da Fonseca (artista plástica).
1989 - Maria João Pires (pianista).
1988 - António Ramos Rosa (poeta).
1987 - José Mattoso (historiador).

  • O livro de Tiago Rodrigues
    1:45

    Cultura

    Esta terça-feira fomos conhecer a escolha literária do diretor do teatro nacional D. Maria II, Tiago Rodrigues, que escolheu um livro com 19 séculos e que é um importante documento histórico da Roma Antiga.

  • Prémio Pessoa entregue a Frederico Lourenço
    2:17

    Cultura

    Frederico Lourenço recebeu esta quarta-feira o Prémio Pessoa 2016, no valor de 60 mil euros. A cerimónia contou com a presença do Presidente da República, dos ministros da Cultura e da Educação e de Francisco Pinto Balsemão, presidente não executivo do grupo Impresa. O Prémio Pessoa, que cumpre 30 anos, é uma iniciativa do jornal Expresso em conjunto com a Caixa Geral de Depósitos. O escritor foi distinguido pelo trabalho de tradução integral da Bíblia Grega. A entrega do prémio coincide com o lançamento do segundo volume de um total de seis, que constituem a maior e mais completa tradução da Bíblia, do grego para o português.