Cultura

Festival Varandas Solidário leva música, teatro e dança aos bairros portugueses

Iryna Shev

Iryna Shev

Jornalista

A ideia é que os artistas - profissionais ou amadores - usem as varandas ou as janelas das suas casas para espalhar arte.

Às 11h deste domingo, 29 de março, os artistas mais pequenos vão usar as varandas e as janelas das suas casas para cantar, dançar, tocar um instrumento ou até recitar um poema.

Às 17h30 vai ser a vez dos mais velhos fazerem o mesmo, numa iniciativa que pretende espalhar arte pelos bairros portugueses, sem que ninguém tenha que sair de casa.

Chama-se Festival Varandas Solidário e é descendente direto do Festival Varandas, evento criado em 2012 por um grupo de atores liderado por Mirró Pereira.

A iniciativa vai contar com a participação de muitas crianças, entre as quais a de Gabriel Simões, que tem 10 anos e vai tocar contrabaixo.

À SIC, Helena Pires, a mãe de Gabriel, confessou que ele "ficou entusiasmado por saber que outros meninos que estão nesta circustância também irão participar no evento. É uma outra forma de comunicação."

No festival irão participar outros meninos e também outras meninas. Morgana Morais, também de 10 anos, vai aproveitar a iniciativa para interpretar uma performance em que junta teatro, dança e poesia. Vai declamar o poema "Varandas", de Sophia de Mello Breyner.

"A Morgana vai interpretar três personagens diferentes e tem estado a treinar afincadamente, muito entusiasmada", contou Flávia Morais, a mãe desta pequena artista.

Além das crianças, os adultos também terão espaço para mostrarem as suas artes. O Festival conta com uma performance da atriz turca Grasiela Muller, que faz parte da Companhia de Teatro de Braga, da dupla de músicos 2 Tempos, de Aveiro, ou da cantora bracarense Cati Freitas.

A iniciativa conta com mais de 40 inscrições.

Para encontrar as atuações, basta procurar nas redes sociais o hashtag #festivalvarandas.

"O objetivo é que este festival seja de todos, para todos", disse à SIC Helena Mendes Pereira, uma das pessoas responsáveis pela organização do festival.

"Queremos transformar qualquer varanda, janela ou pátio num palco".