Cultura

Festival pede regresso a um futuro onde os artistas não passam fome

Graça Costa Pereira

Graça Costa Pereira

Editora de Cultura SIC

21 artistas tocam à mesma hora em 21 teatros portugueses. Dia 20 de junho, o Festival Regresso ao Futuro faz-se por artistas para ajudar outros profissionais do espetáculo.

São 21, os artistas portugueses que participam no Festival Regresso ao Futuro. Pedro Abrunhosa, Camané, Rita Redshoes ou The Gift vão cantar, à mesma hora, no mesmo dia, em 21 palcos diferentes, espalhados pelo País.

Os concertos são às 21H30, no dia 20 de junho e vão ter lugar nos teatros municipais de Portugal Continental.

Com bilhetes a 10 euros, o festival organizado pela promotora Sons em Trânsito aposta na circulação artística e as receitas revertem para o Fundo de Solidariedade para a Cultura criado pela Audiogest e pela GDA. Destina-se aos profissionais das várias áreas do setor das artes.

Nos vários locais onde decorrem os concertos - que, sgundo a organização, se farão cumprindo todas as regras da DGS - o público pode deixar alimentos não perecíveis que serão recolhidos e distribuídos pela União Audiovisual, formada em tempo de pandemia para fazer chegar bens essenciais aos profissionais das artes.