Cultura

Festival MIMO processa Câmara de Amarante por cancelamento

O que está em causa, segundo a promotora, é o pagamento dos compromissos assumidos.

Os organizadores do MIMO vão processar a Câmara de Amarante pelo cancelamento unilateral da edição deste ano do festival.

Querem ser ressarcidos ao abrigo do decreto lei que estabelece medidas excecionais de apoio aos eventos cancelados devido à pandemia. A Câmara diz que só paga as despesas processuais.