Cultura

Sessão de Cinema: “Christopher Robin”

Ewan McGregor em boa companhia, ou a reinvenção do livros de A. A. Milne

João Lopes

João Lopes

Crítico de Cinema

São muitas as variações cinematográficas sobre as aventuras do ursinho Winnie the Pooh: neste caso, Christopher Robin (interpretado por Ewan McGregor) já é adulto e reencontra o seu amigo de infância…

Na história dos filmes infantis ou juvenis deste século XXI, há grandes sucessos globais e também alguns filmes que, estranhamente, não chegaram a ser descobertos pelo seu público potencial. “Christopher Robin” é um desses filmes, agora disponível num serviço de streaming.

Produzido em 2018, trata-se de uma reinvenção especialmente feliz do universo dos livros de A. A. Milne (1882-1956). Que é como quem diz: uma revisitação da personagem de Winnie the Pooh. Com uma diferença importante: desta vez, Christopher Robin já não é o menino que tem em Winnie the Pooh o seu principal amigo e confidente; agora, Christopher Robin é um adulto cuja existência está marcada pelos mais variados sobressaltos e desencantos…

Reencontramos, assim, o maravilhoso espírito de fábula segundo Milne, encenando as atribulações dos seres humanos & Cª na procura do bem mais precioso: a felicidade. Ao mesmo tempo, essa dimensão clássica do filme surge tratada através de sofisticados efeitos especiais, promovendo a convivência dos actores de carne e osso com as figurinhas digitais. Particularmente sedutor é o trabalho de composição de Ewan McGregor, intérprete de Christopher Robin, nas cenas em que convive com Winnie the Pooh.

“Christopher Robin” é, no essencial, uma produção britânica, ainda que com chancela de um estúdio americano (Disney). Curiosamente, a realização pertence a um alemão, Marc Forster, cineasta de muitos e sugestivos contrastes. Na sua filmografia encontramos, por exemplo, o drama “Monster’s Ball” (2001), que valeu um Óscar a Halle Berry, a par de “007: Quantum of Solace” (2008), uma aventura de James Bond, sem esquecer “WWZ: Guerra Mundial” (2013), espectacular aventura protagonizada por Brad Pitt, com a Terra a ser invadida por zombies. Decididamente, Forster é um caso raro de versatilidade.

TVCine

  • 34:18