Cultura

Novo adiamento empurra para abril de 2021 estreia do novo filme de James Bond

Toby Melville

Estreia poderá acontecer assim um ano depois do inicalmente previsto.

A estreia de "007: Sem tempo para morrer", novo filme da saga James Bond, foi adiada para 2 abril de 2021, anunciaram hoje os produtores, por causa da covid-19.

A estreia poderá acontecer assim um ano depois do inicalmente previsto, depois do primeiro adiamento para o próximo dia 12 de novembro, anunciado no passado mês de março, a poucos dias do início do confinamento na Europa, por causa da pandemia.

O filme "007: Sem tempo para morrer", de Cary Fukunaga, protagonizado por Daniel Craig, no papel do agente secreto 007, deveria ter-se estreado nos cinemas em abril deste ano.

Em Portugal, "007: Sem tempo para morrer" tinha estreia marcada para 8 de abril, com distribuição pela NOS Audiovisuais.
"007: Sem tempo para morrer", é o 25.º filme da saga James Bond e o quinto protagonizado pelo ator britânico, depois de "Casino Royale" (2006), "Quantum of Solace" (2008), "Skyfall" (2012) e "Spectre" (2015).

O adiamento deste filme para abril de 2021 deixa agora as salas de cinema sem nenhuma superprodução programada para o outono, a nível mundial, depois de a Disney ter marcado também para 2021 a estreia de "Black Widow" ("Viúva negra"), de Steven Spielberg, a nova versão de "West Side Story".

"Tenet", de Christopher Nolan, foi a única superprodução de Hollywood que logrou chegar aos cinemas este verão, não tendo ultrapassado porém os 207 milhões de dólares (cerca de 176 milhões de euros), de receita de bilheteira, ao fim de cerca de cinco semanas em cartaz, a nível global.

A Disney estreou "Mulan" na sua plataforma de 'streaming', recém-lançada.

Para o cartaz de fim de ano prevê-se ainda a estreia de "Soul", a nova animação da Pixar, anunciada para 20 de novembro, assim como "Wonder Woman 1984" e a nova versão de "Dune", com estreias esperadas para dezembro.