Cultura

Movimento dos Estudantes pelo Cinema acusa Governo de ceder às operadoras de streaming

Estudantes pedem mais taxas às operadoras para investir no cinema nacional.

O Movimento dos Estudantes pelo Cinema manifestou-se, esta terça-feira, em frente à Assembleia da República para pedir ao Governo que implemente taxas às operadoras de streaming. Defendem que esse valor deve ser utilizado para investir no desenvolvimento e internacionalização do cinema nacional.

Os estudantes e profissionais da área do cinema acusam o Governo de ceder às plataformas de streaming e de contrariar a Diretiva Europeia, segundo a qual as operadoras internacionais devem contribuir para o cinema dos diferentes países europeus.

Consideram que a proposta apresentada pelo Governo é uma ameaça ao futuro do cinema português porque permite às plataformas investir diretamente em determinadas produções, em vez de pagarem taxas que seriam atribuídas ao Instituto do Cinema e do Audiovisual.