Cultura

Realizador português Tiago Siopa vence prémio Doc Alliance 2020

Claquete de cinema.

Stefan Wermuth

O Doc Alliance reúne sete festivais de cinema documental europeus, incluindo o DocLisboa.

O filme "Fantasmas: Caminho longo para casa", de Tiago Siopa, venceu o prémio Doc Alliance 2020, criado pela rede internacional de festivais europeus dedicados ao documentário, foi anunciado esta segunda-feira.

O prémio é uma iniciativa da rede Doc Alliance, que reúne sete festivais de cinema documental europeus, incluindo o DocLisboa, e reconhece primeiras obras de realizadores do espaço europeu, sendo atribuído ao premiado um valor de cinco mil euros para o desenvolvimento do projeto seguinte.

Segundo o júri desta edição do prémio, o filme é "profundamente enraizado no universo pessoal do realizador, ao mesmo tempo que aborda a ideia de coletivo - o particular e o geral, o psíquico e o não psíquico, surgem entrelaçados uns nos outros, criando uma nova e imersiva realidade".

"Uma fábula familiar passada na Benedita"

"Fantasmas: Caminho longo para casa", exibido em 2019 no DocLisboa, foi distinguido em novembro passado no Festival Internacional de Cinema Documental Ji.hlava, na República Checa, onde arrecadou o prémio dedicado a primeiras longas-metragens.

De acordo com a produtora Primeira Idade, "Fantasmas: Caminho longo para casa" "é uma fábula familiar passada na Benedita, concelho de Alcobaça, na qual o realizador Tiago Siopa leva o espectador ao encontro da sua família: mãe, pai, irmão e em particular as suas avós, uma delas personificação da sabedoria ancestral da magia e feitiços populares, que consegue colocar Tiago em contacto com o fantasma da sua outra avó, já falecida".

Este é "a primeira obra profissional" de Tiago Siopa, que, em 2018, venceu o Prémio RTP para melhor projeto em fase de pós-produção no programa Arché do DocLisboa, "que equivaleu à aquisição por parte da RTP dos seus direitos de exibição".

A rede Doc Alliance, destinada a apoiar o cinema documental europeu independente, integra os festivais Doclisboa (Portugal), CPH:DOX (Dinamarca), Docs Against Gravity (Polónia), FID Marseille (França), Jihlava IDFF (República Checa), DOK Leipzig (Alemanha) e Visions du Rèel (Suíça).