Cultura

Rapper norte-americano DMX morre aos 50 anos

David Goldman

DMX encontrava-se ligado a máquinas de suporte artificial de vida e a família concordou desligar as máquinas que o mantinham vivo.

O rapper norte-americano DMX, conhecido sobretudo pela canção "Party Up (Up in Here)", morreu vítima de ataque cardíaco, de acordo com a família. O seu advogado, Murray Richman, disse não poder confirmar os relatos de overdose, segundo a AP.

O artista após sofrer um ataque cardíaco, a 2 de abril, foi levado para o hospital White Plains, Nova York, onde acabou por morrer. O rapper encontrava-se ligado a máquinas de suporte artificial de vida e a família concordou desligar as máquinas que o mantinham vivo.

DMX ficou conhecido no mundo música rap em 1998, quando lançou o primeiro álbum: "It's Dark and Hell is Hot", com várias músicas que marcaram a carreira do artista, como "Ruff Ryders' Anthem","Get At Me Dog","Stop Being Greedy" e "How It's Goin 'Down". Entrou neste mundo ao mesmo tempo que músicos como Jay-Z e Ja Rule.

A carreira do rapper também passou pelo cinema, fez parte do elenco do filme "Belly", em 1998, e também de "Romeo Must Die", em 2000, com Jet Li e Aaliyah.

Era conhecido que o rapper, cujo nome verdadeiro é Earl Simmons, lutava contra a dependência de drogas desde a adolescência. E segundo a AP, DMX esteve sucessivamente envolvido em batalhas judiciais ao longo dos anos.

DMX enfrentou frequentes problemas legais com acusações que incluíram crueldade com os animais, posse de drogas e falta de pagamento de pensão de alimentos.

Em 2018, a última batalha conhecida, foi condenado por um tribunal de Nova Iorque a um ano de prisão por fraude fiscal, o músico e ator declarou-se culpado em novembro de 2017 de sonegar perto de 1,5 milhões de euros ao fisco norte-americano. Na altura, DMX foi ainda condenado a pagar perto de dois milhões de euros como compensação ao Serviço de Impostos Internos (IRS) americano.

Um ano depois, em 2019, planeou uma digressão para assinalar os 20 anos de carreira. Mas o rapper cancelou uma série de espetáculos para se internar numa clínica de reabilitação.

O rapper DMX morreu esta sexta-feira e deixou 15 filhos.

  • Regresso ao futuro

    Opinião

    "Queremos assegurar que os novos líderes estão unidos por um conjunto de valores que torna claro que a liderança não é sobre ego" (David Simas, Presidente da Fundação Obama)

    Germano Almeida