Cultura

Steven Spielberg rende-se e assina parceria com a Netflix

A produtora do realizador norte-americano vai produzir vários filmes por ano para a plataforma de streaming.

Contar histórias e alcançar o público de novas maneiras foi o que motivou a parceria entre a produtora de Spielberg, Amblin Partners, e a Netflix. O realizador poderá dirigir alguns dos filmes da plataforma, um cenário que não encarava em 2018.

Desde "Roma" de Alfonso Cuarón, produzido pela Netflix e vencedor de três Óscares em 2019, que a plataforma de streaming aposta em longas-metragens e surge como concorrente aos grandes estúdios.

A nova forma de encarar o cinema levou Spielberg a contestar e até a pedir à Academia de Hollywood para rever os regulamentos, defendendo que os filmes das plataformas podiam concorrer aos Emmys, os prémios de televisão, mas nunca às estatuetas douradas.

A Netlix lidera o mercado streaming com quase 209 milhões de subscritores em todo o mundo e prevê estrrear este ano 70 filmes. O acordo agora assinado com a produtora de Spielberg é cumprido em paralelo com o contrato que Amblin tem com os estúdios Universal para lançar longas metragens de grande orçamento nos cinemas, à semelhança do que aconteceu com "1917" de Sam Mendes.

Em dezembro, estreia o novo filme de Steven Spielberg "West Side Story", inspirado no musical.

  • Dentro do coração
    4:23

    Futuro Hoje

    Há 7 anos no Futuro Hoje mostrámos pela primeira vez um pacemaker que se instala dentro do coração. Em Portugal há muitas pessoas a quem este aparelho salvou a vida. Só o Dr. Diogo Cavaco, cardiologista que introduziu esta técnica no país, já instalou mais de cem aparelhos destes.