Cultura

Peça de teatro sobre monoparentalidade feminina estreia dia 18 na Covilhã 

Filipe Barbosa

Filipe Barbosa

Repórter de Imagem

Na Covilhã, a associação de desenvolvimento local, Beira Serra, juntou 10 mulheres e está a preparar uma peça de teatro sobre monoparentalidade feminina. Todas elas são mães que cuidam dos filhos sozinhas. 

O espetáculo que se chama Pulsações junta mulheres dos concelhos da Covilhã, Belmonte e Fundão, e pretende alertar para as dificuldades que enfrentam no dia-a-dia num país em que cerca de 85% das famílias monoparentais são femininas e 43% encontram-se em risco de vulnerabilidade e pobreza.

É a face mais visível projeto artístico e social "VELEDA" desenvolvido no âmbito do programa "PARTIS" - Práticas Artísticas para a Inclusão Social, da Fundação Calouste Gulbenkian.

O espetáculo tem a duração de 1 hora e conta com a direção artística da Associação de Artes Performativas, Quarta Parede, e com a parceria do Movimento Democrático de Mulheres e Universidade da Beira Interior.

Tem estreia marcada para o próximo dia 18 de julho, na sede do Teatro das Beiras, na Covilhã, e uma sessão agendada também para o Fundão, na Moagem, a 1 de agosto.