Cultura

Matt Damon criticado após revelar que só parou de utilizar termo homofóbico quando a filha o repreendeu

Evan Agostini

Os críticos acusam-no de ter percebido "tarde demais".

O ator norte-americano Matt Damon nega a utilização de termos homofóbicos na sua vida pessoal e afirma o seu apoio à comunidade LGBTQ, depois de uma entrevista que deu, onde recorda um episódio com a filha, ter sido alvo de polémica.

A estrela de Hollywood está a ser alvo de críticas depois de ter assumido, numa entrevista, que a sua filha lhe chamou a atenção depois de ter utilizado um termo homofóbico numa piada.

"Eu fiz uma piada há meses e recebi um alerta da minha filha. Ela saiu da mesa, foi para o quarto e escreveu-me uma carta sobre como aquela palavra é perigosa. Eu entendi e nunca mais a utilizei", conta o ator, acrescentando que não só concordou com os argumentos da filha, como ficou "incrédulo" com a sua "paixão, valores e desejo por justiça social".

Num comunicado divulgado entretanto, o norte-americano afirma que não usa qualquer tipo de termos pejorativos na sua vida pessoal e que nunca insultou ninguém fora dos ecrãs. Os críticos acusam-no de ter percebido "tarde demais".

"Para ser o mais claro possível, eu apoio a comunidade LGBTQ+", concluiu.