Cultura

Netflix prepara gravações em Lisboa, mas enfrenta oposição dos locais

Netflix prepara gravações em Lisboa, mas enfrenta oposição dos locais

Alegam que o direito ao descanso dos moradores está a ser posto em causa.

A plataforma de streaming Netflix está a preparar uma grande produção em Lisboa. As filmagens estão previstas para oito noites e dois dias de julho em várias freguesias na Baixa de Lisboa, mas o presidente da Junta de Freguesia de Santa Maria Maior já se opôs, dizendo que o direito ao descanso dos moradores está a ser posto em causa.

Entre 11 e 20 de julho, o ambiente em bairros como Alfama, Chiado e Mouraria vai estar agitado, especialmente entre as 18:00 e as 8:00.

Durante oito noites e dois dias, uma grande produção da Netflix vai ocupar várias zonas da Baixa para filmagens.

Estão planeadas algumas explosões, tiros e perseguições em dias e noites consecutivos, e o plano está a preocupar o presidente da Junta de Freguesia de Santa Maria Maior, Miguel Coelho.

Os detalhes de todas as filmagens em Lisboa são determinados pelas produtoras, pela Câmara Municipal de Lisboa e pela Lisboa Film Commission, criada há 10 anos precisamente para ajudar a organizar este tipo de produções na cidade.

Esse departamento ainda não se pronunciou sobre o caso e foi o Presidente da Câmara Municipal a reagir, através de uma publicação no Facebook.

Sem nunca referir a Netflix, Carlos Moedas deixa claro que o interesse de organizações internacionais em Lisboa é fundamental e que há oportunidades que não se pode recusar.

O processo está a ser gerido discretamente entre as produtoras e a Câmara Municipal, mas a SIC sabe que está avançado e numa fase onde se estão a tratar de pormenores logísticos.

Últimas Notícias
Mais Vistos