Cultura

HBO venceu mais de 30 Emmys

Terceira temporada de "Sucession" venceu o prémio de melhor série dramática nos Emmy 2022.
Terceira temporada de "Sucession" venceu o prémio de melhor série dramática nos Emmy 2022.
Frazer Harrison/Getty Images

A 74.ª cerimónia decorreu na noite de segunda-feira, em Los Angeles, apresentada pelo comediante Kenan Thompson.

A HBO e o serviço de streaming HBO Max recuperaram o lugar de topo nos prémios mais importantes do ano em televisão, ao vencerem 38 Emmys, esta madrugada, contra a Netflix, que desapontou.

A cadeia obteve a estatueta mais cobiçada, com a terceira temporada de "Succession" a vencer o prémio de melhor série dramática, e deu a Matthew Macfadyen o primeiro Emmy como melhor ator secundário, na mesma produção. O criador Jesse Armstrong levou ainda para casa o galardão de melhor escrita para série dramática.

A HBO também saiu na frente com "The White Lotus", que arrebatou a categoria de melhor minissérie, antologia ou filme para televisão com dez Emmys no total, mais do que qualquer outra série na 74.ª edição dos prémios da Academia de Televisão. A atriz Zendaya também conseguiu repetir o Emmy de melhor atriz pela série HBO "Euphoria" e Jean Smart bisou como melhor atriz em comédia com “Hacks”.

Com um total de 38 estatuetas, a HBO voltou assim a triunfar sobre a concorrência, algo que não tinha acontecido no ano passado. Desta vez, a Netflix ficou atrás da cadeia rival, com um total de 26 prémios. A pioneira do streaming conquistou seis estatuetas por "Squid Game", incluindo melhor realização em série dramática para o coreano Hwang Dong-hyuk e melhor ator para Lee Jung-jae e cinco para "Stranger Things" em categorias técnicas. "Ozark" também rendeu a Julia Garner o prémio melhor atriz secundária em série dramática.

Na comédia, a Apple TV+ demonstrou mais uma vez o seu poder, voltando a conseguir que "Ted Lasso" recebesse os prémios mais importantes, incluindo de melhor série de comédia e de melhor ator (Jason Sudeikis). No entanto, o drama "Severance", que recebeu muitos elogios da crítica, não venceu os Emmy das principais categorias para que estava nomeado.

Num ano em que o número de candidatos para apreciação da Academia de Televisão aumentou de forma considerável, é possível que venha a ser batido o recorde de séries em produção. Ainda assim, há turbulência entre as plataformas de streaming. A Netflix perdeu subscritores, pela primeira vez numa década, e a Warner Bros Discovery, que detém a HBO, estará a preparar-se para reduzir o número de funcionários depois de vários projetos terem sido cancelados.

A 74.ª cerimónia dos prémios da Academia de Televisão decorreu, na segunda-feira à noite, em Los Angeles, e marcou o regresso ao Microsoft Theater, depois das restrições nos anos da pandemia de covid-19. O comediante Kenan Thompson foi o apresentador da noite.

Últimas Notícias