Desporto

"O vídeo-árbitro faz-me parecer um jogador de polo aquático"

Darren Staples

O guarda-redes da Juventus Gianluigi Buffon assumiu-se este sábado desagradado com o recurso ao vídeo-árbitro no futebol, em estreia na liga italiana, por lhe dar a sensação de jogar polo aquático.

"O vídeo-árbitro não me agrada. Fico com a impressão de jogar polo aquático [um desporto em que as paragens são frequentes] . Não podemos parar todos os três minutos", afirmou Buffon, após a vitória no terreno do Génova, por 4-2, na segunda jornada do campeonato.

Neste encontro, as duas equipas beneficiaram de grandes penalidades após a consulta do vídeo-árbitro, primeiro por uma falta de Rugani não assinalada, a favor do Génova, e depois por um 'corte' com a mão de um defesa genovês.

"Vai ser um instrumento útil quando for utilizado com parcimónia. Hoje, não assinalaram nenhum. Podemos dizer que ambos eram penálti, mas só no falso futebol, no futebol de laboratório", frisou Buffon, lamentando a perda de sensibilidade por parte dos árbitros.

A Juventus, seis vezes campeã italiana, é adversária do Sporting no Grupo D da Liga dos Campeões.

Lusa