Desporto

Hamilton vence na Bélgica e reduz distância para Vettel no Mundial de F1

O britânico Lewis Hamilton (Mercedes) reduziu este domingo a diferença pontual para Sebastian Vettel (Ferrari), líder do Mundial de Fórmula 1, depois de ter resistido a vários ataques do germânico e vencido o Grande Premio de Bélgica.

Hamilton, que percorreu os 308,052 quilómetros em 01:24.42 horas, rodando a uma média de 218,183 km/hora, reduziu para sete pontos a diferença para Vettel, que hoje foi segundo no circuito de Spa-Francorchamps, a 2,358 segundos do vencedor.

O piloto britânico, que cumpriu na Bélgica a sua 200.º prova no Mundial de Fórmula 1, alcançou a sua 58.ª vitória na categoria rainha do automobilismo de pista, deixou o australiano Daniel Ricciardo (Red Bull) a 10,791 segundos, no terceiro lugar.

No sábado, Hamilton, campeão do mundo em 2008, 2014 e 2015, fez história ao igualar o recorde de 68 'pole positions' do alemão Michael Schumacher.

O finlandês Valteri Botas, companheiro de Hamilton na equipa alemã, mantém a terceira posição no mundial de pilotos, a 41 pontos do líder, depois de hoje ter sido quinto no circuito bela, atrás do seu compatriota Kimi Raikkonen (Ferrari).

No final da prova, durante a qual resistiu a vários ataques de Vettel, Hamilton admitiu que o alemão "deu muita luta", mostrando-se muito satisfeito por "tudo ter corrido bem" e considerando que o fim de semana foi "fantástico" para ele a para a equipa, que lidera o Mundial de construtores.

Depois de uma neutralização da corrida, na volta 30, provocada por um choque entre os dois pilotos da Force India, o francês Esteban Ocon e o mexicano Sergio Pérez, Sebastian Vettel lançou o mais duro ataque, mas o britânico resistiu, marcando novo duelo para Monza, "território" da Ferrari.

"Esperei que o Lewis cometesse um erro e ele não o fez. Não estou completamente feliz", disse Vettel, admitindo não ter feito a melhor abordagem à corrida.

A 13.ª das 20 provas do Mundial de Fórmula 1 é o Grande Prémio de Itália, que se disputa no próximo fim de semana no circuito de Monza.

Lusa