Desporto

Bernardo Silva ajuda Manchester City a isolar-se na liderança em Inglaterra

Jason Cairnduff

O avançado português Bernardo Silva ajudou este sábado o Manchester City a isolar-se na liderança do campeonato inglês de futebol, ao contribuir com um golo para a vitória robusta de 7-2 na receção ao Stoke City.

O City passou a beneficiar de dois pontos de vantagem sobre o Manchester United, após os jogos dos rivais citadinos na oitava jornada, na sequência do 'nulo' (0-0) concedido pela equipa treinada pelo português José Mourinho na visita ao estádio do Liverpool.

Bernardo Silva fechou a contagem, aos 79 minutos, pouco tempo depois de ter substituído o brasileiro Gabriel Jesus, que tinha 'bisado', aos 17 e 56. Sterling (19), David Silva (27), Fernandinho (60) e Sané (62) ajudaram a dar expressão à goleada.

O Stoke, que já perdia por 3-0 antes da meia hora de jogo, ainda incomodou o City, ao reduzir para 3-2 com golos marcados imediatamente antes e depois do intervalo, por Biram Diouf, aos 44 minutos, e Walker, aos 47, na própria baliza, mas os anfitriões repuseram a 'ordem natural'.

Mesmo tendo deixado no banco de suplentes o avançado argentino Kun Agüero, um dos melhores marcadores da competição, o City não demonstrou fragilidades no ataque, capitalizando o empate concedido pela outra equipa de Manchester.

Num dos principais 'clássicos' ingleses, entrou melhor o United, que dominou os primeiros 10 minutos, mas, aos poucos, os 'reds', orientados pelo alemão Jurgen Klopp, tomaram conta do jogo e foram claramente superiores.

Perante o domínio contrário, Mourinho preferiu guardar o ponto e manteve as suas linhas recuadas, enquanto Klopp tudo tentou para alterar o resultado, mas a defesa dos 'red devils' mostrou-se intransponível.

O Crystal Palace protagonizou a grande surpresa da ronda, ao vencer por 2-1 na receção ao Chelsea, campeão em título, conquistando os primeiros pontos e estreando-se a marcar na prova, graças a um autogolo de Azpilicueta, aos 11 minutos, e Zaha, aos 45.

O médio francês Tiemoue Bakayoko marcou, aos 18 minutos, o golo insuficiente do Chelsea, que viu o Tottenham distanciar-se no terceiro lugar, graças ao triunfo por 1-0 na receção ao Bournemouth, penúltimo classificado, consumado com um golo do médio dinamarquês Christian Eriksen, aos 47 minutos.

O central português José Fonte ajudou o West Ham a empatar 1-1 no reduto do Burnley, que continua a assumir-se como uma das sensações da competição, ocupando a sexta posição, em igualdade pontual com Chelsea, Liverpool e Arsenal, que ainda hoje defronta o Watford.

Lusa

  • As imagens do mau tempo no Porto
    1:24
  • As imagens das inundações em Braga
    1:05