Desporto

Benfica e Casillas reagem à polémica no Tondela-Sporting

PAULO NOVAIS

Um golo de Coates, aos 99 minutos, deu esta segunda-feira a vitória por 2-1 ao Sporting em casa do Tondela. As reações à polémica do tempo de descontos não demoraram a chegar, com o Benfica e Iker Casillas do FC Porto a recorrerem às redes sociais para criticar a arbitragem.

O Benfica reagiu esta terça-feira no Twitter, onde defendeu que a polémica no jogo Tondela-Sporting é "uma das maiores vergonhas de todos os tempos".

O clube da Luz destacou ainda o tempo de compensação dado pelo árbitro João Capela, aquilo que considerou ser um penálti não assinalado sobre Murillo e o perdão da expulsão de William Carvalho.

Twitter Benfica Press

Também Iker Casillas fez um comentário ao jogo na mesma rede social. Em alusão ao tempo de descontos dado por João Capela, o guarda-redes do FC Porto escreveu: "90' + 4' (4' x 2 ) + 1 hora + 1 dia + 1 semana + 1 mês + 1 ano + 1 lustro + 1 década + 1 século..... e se mesmo assim não for possível: O JÓQUER INFINITO!"

Perante a dúvida, Duarte Gomes considerou que o árbitro cometeu um erro ao dar dois minutos em vez dos 20 segundos que faltavam para o fim do jogo entre o Tondela e o Sporting. O comentador da SIC lembrou também que o árbitro pode vir a ser castigado.

Após o jogo, Jorge Jesus entendeu que a vitória do Sporting frente ao Tondela não merece contestação e destaca o facto de o árbitro ter avisado os jogadores que iria prolongar o tempo extra. Para o treinador dos leões, o golo no minuto 99' é legal.

Já o presidente do Tondela criticou o árbitro do encontro e disse que o tempo de compensação dado a mais foi por uma falta que não foi assinalada sobre um jogador do Tondela, Bruno Monteiro. Gilberto Coimbra disse ainda que o clube tinha sido humilhado.