Desporto

Peniche volta a receber etapa do circuito mundial de surf feminino em 2019

Peniche vai acolher o circuito mundial de surf pela 11.ª vez consecutiva, entre 16 e 28 de outubro de 2019, e vai voltar a integrar um campeonato feminino, cujo calendário provisório foi esta quinta-feira divulgado.

A etapa de Peniche, no circuito desde 2009, vai ser novamente a 10.ª e penúltima etapa do circuito, que termina no Havai, com o Billabong Pipe Masters, entre 8 e 20 de dezembro.

O circuito masculino reedita as 11 provas de 2018, incluindo o campeonato na piscina de ondas artificiais, idealizada pelo norte-americano Kelly Slater, em Lemoore, na Califórnia, antecipando apenas a prova de Bali, que vai interromper a perna [conjunto de provas] australiana.

De acordo com a Liga Mundial de Surf (WSL), depois de um ano de ausência, Portugal volta a acolher uma das dez etapas do circuito feminino, novamente em Peniche, no mesmo período de espera da prova masculina.

A competição feminina volta a Supertubos, onde já foram disputadas etapas em 2009 e 2010, antes de Cascais receber competições cinco anos seguidos, entre 2013 e 2017.

A WSL anunciou ainda a instituição de prémios monetários iguais entre homens e mulheres a partir de 2019.

"Esta mudança é simplesmente a decisão certa a seguir (...). Queremos estar na primeira linha para promover a igualdade em todos os domínios da vida, a começar nas ondas", afirmou a diretora-geral da WSL, Sophie Goldschmidt.

Este ano, cada vitória numa prova do circuito masculino vale 100 mil dólares (cerca de 86 mil euros), enquanto um triunfo no feminino vale 65 mil dólares (cerca de 56 mil euros), pouco mais do que o amealhado pelo segundo classificado na prova masculina (cerca de 47 mil euros).

O orçamento global para o circuito mundial masculino, que conta com 36 surfistas, entre os quais o português Frederico Morais, é de 607.800 dólares (cerca de 522 mil euros), e de 303.900 dólares para o feminino, que integra 18 atletas.

- Calendário provisório do circuito mundial de surf WSL de 2019:

Gold Coast Pro, Austrália (03/04 a 13/04).

Rip Curl Pro Bells Beach, Austrália (17/04 a 27/04).

Bali Pro, Indonésia (13/05 a 24/05).

Margaret River Pro, Austrália (27/05 a 07/06).

Oi Rio Pro, Brasil (20/06 a 28/06).

J-Bay Open, África do Sul (09/07 a 22/07).

Tahiti Pro Teahupo'o, Polinésia Francesa (21/08 a 01/09).

Surf Ranch Pro, Califórnia, Estados Unidos (19/09 a 22/09).

France Pro, França (03/10 a 13/10).

MEO Pro Peniche, Portugal (16/10 a 28/10).

Billabong Pipe Masters, Havai (08/12 a 20/12).

- Calendário provisório do circuito mundial de surf feminino WSL de 2019:

Gold Coast Women's Pro, Austrália (03/04 a 13/04).

Rip Curl Pro Bells Beach, Austrália (17/04 a 27/04).

Bali Women's Pro, Indonésia (13/05 a 24/05).

Margaret River Pro, Austrália (27/05 a 07/06).

Oi Rio Pro, Brasil (20/06 a 28/06).

J-Bay Open, África do Sul (09/07 a 22/07).

Surf Ranch Pro, Estados Unidos (19/09 a 22/09).

France Women's Pro, França (03/10 a 13/10).

MEO Pro Peniche, Portugal (16/10 a 28/10).

Hawaii Women's Pro (25/11 a 07/12).

Com Lusa