Desporto

Campeão da Taça dos Libertadores receberá mais de cinco milhões de euros

Marcos Brindicci

A Confederação Sul-americana de Futebol (CONMEBOL) anunciou esta quinta-feira que vai premiar com seis milhões de dólares (mais de cinco milhões de euros) o vencedor da Taça dos Libertadores, cuja segunda mão da final está marcada para sábado.

O próximo campeão, a sair do embate entre River Plate e Boca Juniors, dois clubes de Buenos Aires, vai, assim, receber o dobro dos três milhões de dólares (cerca de 2,5 milhões de euros) que os brasileiros do Grêmio, ainda detentores do título, embolsaram em 2017 e que, desta vez, será o prémio para o finalista vencido.

Os dois clubes de Buenos Aires já ganharam 4,85 milhões de dólares (cerca de 4,25 milhões de euros) pelo seu percurso até à final na Taça Libertadores de 2018.

A CONMEBOL anunciou que, na edição de 2017, distribuiu mais de 98,9 milhões de dólares (cerca de 86 milhões de euros) em prémios e que, este ano, o número subiu para 103,8 (91).

O encontro da segunda mão da final da Taça dos Libertadores disputa-se no sábado, no Munumental de Nuñez, em Buenos Aires, a partir das 17:00 locais (20:00 em Lisboa).

Na primeira mão, no La Bombonera, registou-se um empate a dois golos, sendo que, na final, os golos fora não valem mais, pelo que caso se registe qualquer igualdade no final dos 90 minutos, o jogo segue para prolongamento.

Lusa

  • Leonel Pontes prefere Sporting a vencer, mesmo sem convencer
    2:18