Desporto

Cláudio Braga deixa comando técnico do Marítimo

GREGÓRIO CUNHA

O treinador Cláudio Braga deixou o comando técnico do Marítimo, após cinco derrotas consecutivas e 10 jogos sem vencer, revelou hoje o presidente dos madeirenses, 12.os classificados da I Liga portuguesa de futebol.

Carlos Pereira revelou aos jornalistas ter ocorrido uma reunião no domingo, após a derrota caseira frente ao Feirense, por 3-0, que ditou a eliminação do Marítimo nos 16 avos de final da Taça de Portugal.

"Ontem (domingo), houve uma reunião conclusiva, em que chegámos a um entendimento, pois foram dadas todas as condições", revelou o dirigente.

Cláudio Braga vai despedir-se na terça-feira do plantel dos insulares.

O Marítimo ocupa o 12.º lugar do campeonato, com 10 pontos, e não vence desde 02 de setembro, quando foi vencer no recinto do Desportivo das Aves, por 1-0, em jogo da quarta jornada.

Desde então, os insulares somaram 10 jogos sem vencer nas várias competições, conseguindo um empate caseiro frente ao Belenenses (0-0), para o campeonato, e um no terreno do Moura (acabando por vencer por 4-3 no desempate através de grandes penalidades, após 0-0 no tempo regulamentar e no prolongamento).

Cláudio Braga, de 44 anos, cumpria no Marítimo a segunda temporada como técnico principal de um clube português, depois de ter orientado o Santa Clara, em 2014/15.

Após a experiência no clube açoriano, o técnico regressou à Holanda, onde tinha treinado as camadas jovens de Spata Roterdão, PSV Eindhoven e Utrecht, para orientar FC s-Gravenzande, VV Nieuwerkerk e Fortuna Sittard, que promoveu ao principal escalão na época passada.

Lusa