Desporto

Árbitros gregos anunciam greve em solidariedade com colega agredido

Regis Duvignau

Thanasis Tzilos foi agredido na quarta-feira por quatro homens perto da sua casa na Grécia, uma semana depois de ter arbitrado o Xanthi e Olympiakos equipa treinada pelo português Pedro Martins.

Os árbitros da liga grega de futebol vão iniciar uma greve por tempo indeterminado, na sequência da "agressão cobarde" a um árbitro internacional e à sua família, anunciou esta quinta-feira a associação da classe.

"Queremos mostrar apoio ao nosso colega, por isso suspendemos a atividade até novo aviso", explicou a associação.

O árbitro internacional Thanasis Tzilos foi agredido na quarta-feira por quatro homens perto da sua casa, em Larissa, no centro da Grécia.

Segundo a comunicação social local, o árbitro sofreu ferimentos nas pernas e foi suturado na cabeça, devendo ser reexaminado na sexta-feira.

A associação de árbitros mostrou-se "indignada" com o ataque, que classificou de "cobarde", e deixou uma garantia: "Não vamos permitir que nos aterrorizem".

O último encontro dirigido por Tzilos disputou-se em 09 de dezembro e opôs o Xanthi ao Olympiakos (1-1), equipa orientada pelo português Pedro Martins.

LUSA