Desporto

Nuno Espírito Santo destaca influência de Mourinho na sua carreira

Scott Heppell

Nuno era um dos guarda-redes da equipa do FC Porto que, sob o comando de Mourinho, venceu dois campeonatos, uma Taça de Portugal, uma Supertaça portuguesa, uma Taça UEFA e uma Liga dos Campeões.

O treinador português Nuno Espírito Santo lembrou hoje a influência que José Mourinho teve na sua carreira e desejou "o melhor" ao ex-técnico da equipa de futebol do Manchester United, que foi demitido na terça-feira.

"Estou concentrado no jogo de amanhã [sexta-feira] , mas, falando do José Mourinho, é óbvio que ele teve um grande impacto em mim, porque fiz parte do plantel do FC Porto em 2003, 2004 e 2005", afirmou o técnico do Wolverhampton, na antevisão da receção ao líder Liverpool, da 18.ª jornada da liga inglesa.

Nuno era um dos guarda-redes da equipa do FC Porto que, sob o comando de Mourinho, venceu dois campeonatos, uma Taça de Portugal, uma Supertaça portuguesa, uma Taça UEFA e uma Liga dos Campeões.

"Ele ensina como ganhar"

"Quando tens alguém que te orienta, te treina e tu segue-lo, acreditas nele e fazes tudo o que podes porque acreditas na ideia e no teu líder, isso fica para sempre. Foi esse o impacto que o José Mourinho teve em mim, mas também em todos os elementos desse plantel. Ele ensina como ganhar", salientou.

Espírito Santo disse que ainda não falou com Mourinho desde que abandonou o Manchester United, tendo deixado uma mensagem ao compatriota: "Enquanto antigo jogador dele e amigo, desejo-lhe, do fundo do coração, o melhor".

Na terça-feira, o Manchester United anunciou a saída de José Mourinho, após duas épocas e meia no clube, durante as quais conquistou os títulos da Taça da Liga inglesa, da Supertaça inglesa e da Liga Europa, na época de estreia (2016/17).

Após 17 jornadas, o Manchester United ocupa o sexto lugar do campeonato, com 26 pontos, menos 19 do que o líder Liverpool.

Na Liga dos Campeões, o Manchester United foi segundo na fase de grupos, atrás da Juventus, e nos oitavos de final vai defrontar os franceses do Paris Saint-Germain.

O técnico português levou o clube ao segundo lugar do campeonato na época passada, depois de ter sido sexto na estreia.

Lusa