Desporto

Dortmund ganha ao Moenchengladbach e reforça liderança na Alemanha

Leon Kuegeler

Com mais esta vitória, na 17.ª jornada do campeonato, o Dortmund encerra a primeira volta na liderança, com 42 pontos.

O Borussia Dortmund bateu hoje o Borussia Moenchengladbach 2-1, num 'duelo' entre primeiro e segundo da liga alemã de futebol, mesmo tendo de recorrer a um 'plano B' para ultrapassar a saída por lesão de Paco Alcacer.

Aos 32 minutos, os mais de 81 mil espetadores no Signul Iduna Park de Dortmund ficaram preocupados, com razão, com a saída do goleador espanhol, peça essencial na fantástica campanha do seu clube esta época.

O marcador ainda assinalava 0-0 e Lucien Favre via-se forçado a alterar o esquema apresentado, com Alcacer francamente adiantado, às frente de Reus, Sancho e Raphael Guerreiro. Optou por fazer entrar Mario Gotze, para o meio campom, e adiantar um pouco mais Sancho e Reus.

Seria Sancho, um inglês de apenas 18 anos, a inaugurar o marcador, aos 42 minutos, no final de uma jogada envolvente de ataque que passou por Raphael Guerreiro, Reus e Goetze.

O Moenchengladbach estava longe de se render e nos descontos da primeira parte chegou ao empate. A centro de Zakaria, Christoph Kramer igualou e fez com que se fosse para intervalo de novo com incerteza.

Na segunda parte, acentuou-se a pressão do Dortmund, que chegou ao golo aos 54 minutos. Agora foi Reus a finalizar com um toque subtil uma jogada da direita do seu ataque, entre Sancho e Gotze.

Reus, o capitão do Dortmund, esteve quase a bisar aos 65, mas o livre direto que cobrou terminou com a bola no poste adversário.

Do lado dos visitantes, uma grande ocasião também, aos 75 minutos, com o recém-entrado Traoré a levar a bola aos 'ferros' da baliza de Roman Burki.Raphael Guerreiro, muito ativo nas suas funções de extremo esquerdo, acabou por ser substituído aos 90+3, quando a ideia era já a de 'queimar tempo'.

Com mais esta vitória, na 17.ª jornada do campeonato, o Dortmund encerra a primeira volta na liderança, com 42 pontos. Tem um avanço confortável de nove pontos sobre o rival de hoje e também sobre o Bayern, clube que tem um jogo a menos, a disputar no sábado em Frankfurt.

Lusa

  • Visíveis - Ruca
    31:30
  • Um presidente também chora...
    0:21