Desporto

Casa do Benfica em Cabo Verde considera assalto a António Simões "uma vergonha"

Segundo a Casa do Benfica na cidade da Praia, "Simões encontra-se bem, mas consternado com toda a situação".

A Casa do Benfica na cidade da Praia, em Cabo Verde, classificou de "uma vergonha" o assalto sofrido sábado pelo ex-futebolista do Benfica António Simões, na capital cabo-verdiana, apelando à condenação do assaltante.

Em comunicado, a Casa do Benfica revelou que o antigo jogador do Benfica, com 75 anos, foi assaltado na tarde de sábado, na cidade da Praia.

"Simões teve uma deslocação da perna e foi de imediato assistido no Hospital Agostinho Neto", prossegue o comunicado, dando conta que o futebolista foi transportado hoje para Portugal, para receber "tratamento médico".

"É uma vergonha que este ato tenha acontecido e esperamos, atentamente, pela condenação deste cobarde que ataca e maltrata idosos. Sem perdão. É o que pedimos às autoridades, em nome de todos que se preocupam com a cidadania, segurança e 'morabeza' de Cabo Verde. Nós não somos isto, Cabo Verde não é isto".

Esta associação enalteceu "a rápida intervenção das autoridades cabo-verdianas que conseguiram capturar o autor de horrível e cobarde ato" e recuperado os pertences do antigo jogador, uma das 'glórias' do Benfica dos anos 60 do século passado.

Lusa

  • Visíveis - Ruca
    31:30
  • Um presidente também chora...
    0:21