Desporto

Manchester City vence com serviços mínimos e é líder à espera do Liverpool

Dylan Martinez

Os citizens venceram por 1-0, com um golo do suplente Mahrez, aos 55 minutos.

O campeão Manchester City assumiu a liderança na Liga inglesa de futebol, ao vencer com 'serviços mínimos' na visita ao Bournemouth e espera ainda da entrada em campo do Liverpool, no domingo em casa do rival Everton.

Os 'citizens' venceram por 1-0, com um golo do suplente Mahrez, aos 55 minutos, depois de o argelino ter entrado no final da primeira parte, em substituição do lesionado Kevin De Bruyne, com problemas musculares.

No jogo, Bernardo Silva foi opção para Pep Guardiola, que tem mais dois pontos na liderança e fica a aguardar pelo difícil dérbi da cidade de Liverpool, em que os 'reds' precisam de vencer no campo do rival, treinado pelo português Marco Silva.

Também hoje, o Manchester United venceu o Southampton, em Old Trafford, e subiu ao quarto lugar no campeonato, numa 29.ª jornada em que o Wolverhampton, de Nuno Espírito Santo, venceu em casa o Cardiff (2-0).

Os 'red devils' sabiam que tinham uma oportunidade de ouro para reocuparem o quarto lugar, o último de acesso à 'Champions', depois de mais cedo verem o Arsenal empatar na visita ao Tottenham (1-1), o primeiro empate dos 'spurs' desde abril e em 32 jogos.

Não foi um jogo fácil para a equipa de Solskjaer, que esteve a perder e, depois de recuperar, ainda consentiu um empate a 2-2 no último quarto de hora, até Lukaku salvar a formação de Manchester.

Valery tinha marcado na primeira parte para os 'saints', mas Andreas Pereira, assistido pelo português Dalot aos 53 minutos, e Lukaku, aos 59, deram a 'cambalhota' no marcador.

O Southampton viria, no entanto, a 'assustar' novamente, com um golo de Ward-Prowse, aos 75, antes de Lukaku, que 'bisou', fazer o 3-2 para o United.

Após o susto a equipa de Manchester até terminou confortável, com Paul Pobgba a desperdiçar uma grande penalidade, aos 90+5, sem consequências na vitória.

Nos jogos da tarde, o Wolverhampton -- a equipa mais 'lusa' da 'Premier League' -, jogou como Nuno Espírito Santo tinha dito, sem o titular Rui Patrício, mas com Diogo Jota e Rúben Vinagre a titulares.

No banco ficaram Ivan Cavaleiro e João Moutinho, que ainda entraram na segunda parte, bem como Hélder Costa e Rúben Neves.

Diogo Jota fez o seu sexto golo pelos 'wolves' logo aos 16 minutos, assistido por Raúl Jiménez, cedido pelo Benfica, e no segundo, aos 18, trocaram de papéis e foi o português a fazer o passe para o mexicano marcar e chegar ao seu 11.º golo.

A equipa de Nuno Espírito Santo ocupa o sétimo posto, a dez pontos do Chelsea, que é sexto e ainda defronta fora nesta jornada o Fulham (19.º).

Lusa

  • Leonel Pontes prefere Sporting a vencer, mesmo sem convencer
    2:18