Desporto

Portuguesa Bárbara Timo conquista medalha de ouro no Grande Prémio de Tbilisi de judo

Bárbara Timo, segunda a contar da esquerda

ZURAB KURTSIKIDZE / EPA

Venceu na categoria de -70 kg.

A judoca Bárbara Timo conquistou hoje a medalha de ouro para a seleção portuguesa na categoria de -70 kg do Grande Prémio de Tbilisi, ao vencer na final a alemã Laura Vargas Koch por 'ippon'.

Bárbara Timo, de 28 anos, começou por se impor à colombiana Yuri Alvear, em 54 segundos, e à belga Roxane Taeymans, após 2.18 minutos, ambas por 'ippon', o mesmo método que utilizou para superar a russa Alena Prokopenko nas meias-finais, em apenas 35 segundos.

No combate pela medalha de ouro, a atleta, nascida do Brasil, que se naturalizou portuguesa em 2019, bateu Koch, após 4.20 minutos de combate, durante os quais sofreu duas penalizações, menos uma do que a atleta germânica.

Na categoria de -81 kg, Anri Egutidze atingiu o combate de repescagem para a medalha de bronze, mas não conseguiu subir ao último lugar do pódio, ao perder com o canadiano Antoine Valois-Fortier, por 'waza-ari', depois de 4.00 minutos de confronto.

Antes, o atleta natural da Geórgia, de 23 anos, tinha vencido nas eliminatórias o francês Ibrahim Keita, o espanhol Alfonso Urquiza Solano e o georgiano Koba Mchedlishvili, todos por 'ippon', antes de ser batido pelo alemão Timo Cavelius nas meias-finais, por 'waza-ari', após 5.37 minutos.

Nuno Saraiva, em -73 kg, foi o que menos se destacou na jornada de hoje: depois de se ter imposto ao alemão Lukas Vennekold por 'waza-ari', o judoca luso perdeu com o georgiano Lasha Giunashvili por 'ippon'.

Na sexta-feira, os quatro judocas portugueses que combateram no primeiro dia de competição não passaram das duas primeiras rondas: Maria Siderot, na categoria de -48 kg, Joana Diogo, em -52 kg, Telma Monteiro, em -57 kg, e Sergiu Oleinic, em -66 kg.

O Grande Prémio de Tbilisi, que termina no domingo na capital da Geórgia, conta com a participação de 372 judocas, em representação de 52 países, entre os quais 11 atletas portugueses.

Lusa

  • Minutos salva-vidas
    20:48