Desporto

Portugal "cai de pé" frente à "super" campeã Alemanha no Europeu feminino de sub-17

www.fpf.pt

A equipa feminina conseguiu superar a classificação do torneio de 2014, terminando em segundo lugar do grupoem 2019.

A seleção portuguesa de futebol feminino de sub-17 "caiu de pé" hoje nas meias-finais do Europeu, ao perder por 2-0 com a "supercampeã" Alemanha, recordista de troféus na competição.

Um golo em cada parte ditou o destino da equipa treinada por José Paisana, que já tinha feito história, ao apurar-se pela primeira vez, na sua segunda presença, para as meias-finais, depois de vencer na fase de grupos a Bulgária e a Dinamarca.

Se na anterior participação, em 2014 em Inglaterra, a equipa tinha sido última do seu grupo, desta vez conseguiu a segunda posição, atrás da igualmente poderosa Espanha, a segunda equipa, depois da Alemanha (seis), com mais títulos (quatro) europeus no escalão.

Hoje, em Dobrich, em relação à derrota com a Espanha (6-0), o selecionador luso fez saírem Luana Marques, Joana Caiado, Maria Alagoa e Marta Ferreira, entrando Ana Assucena, Sofia Silva, Lara Pintassilgo e Maria Negrão.

Como esperado, a Alemanha treinada pela ex-futebolista Ulrike Ballweg, campeã mundial, bicampeã europeia e campeã olímpica, dominou o jogo, apesar de uma boa réplica das portuguesas e em especial face à experiência da equipa adversária.

Foi preciso esperar quase pela meia hora de jogo para que a Alemanha inaugurasse o marcador, com a ponta de lança Sophie Weidauer a antecipar-se à defesa portuguesa e a desviar ao primeiro poste, após passe de Carlotta Wamser, aos 25 minutos.

Ao intervalo, a Alemanha contava com 12 remates à baliza de Adriana Rocha, contra um de Portugal, mas na segunda metade - sobretudo nos últimos 20 minutos -, a equipa das 'quinas' conseguiu soltar-se mais.

Antes, pouco depois do intervalo, Carlotta Wamser tinha feito o segundo golo germânico, aos 50 minutos, com a avançada, sem marcação, a 'encostar' após um cruzamento de Woldmann, fazendo a bola a entrar junto ao poste da baliza.

E até ao final houve tempo para as alemãs atiraram à barra, com Weidauer perto de bisar, aos 85, já depois de Gia Corley - a 'estratega' do jogo alemão -, atirar por cima, aos 64 minutos.

Portugal teve as suas melhores oportunidades, num lance, ainda na primeira parte, em que Von Achten cabeceou para trás e quase fez autogolo, e, já nos descontos, com Marta Ferreira a chegar tarde a um lançamento em profundidade.

Na sexta-feira, na final em Albena, a Alemanha encontrará a vencedora do jogo de hoje entre Holanda e Espanha, com a competição a poder repetir as últimas três finais do Europeu, entre alemãs e espanholas.

Lusa