Desporto

Arsenal diz que é "inaceitável" o limite de 6 mil bilhetes para a final

David Mdzinarishvili

O local da final, Baku, capital do Azerbeijão, tem gerado controvérsia devido à distância que os adeptos têm de precorrer para apoiarem a sua equipa.

O Arsenal qualificou hoje de "inaceitável" a limitação de 6.000 bilhetes para cada um dos dois clubes que vão disputar a final da Liga Europa de futebol, em 29 de maio, em Baku.

"Estamos muito desiludidos com o facto de, alegadamente, por limitações ligadas ao transporte, a UEFA estar a vender um máximo de 6.000 bilhetes ao Arsenal, num estádio cuja capacidade ultrapassa largamente os 60.000 (lugares)", escrevem os 'gunners', em comunicado.

A UEFA invocou a capacidade limitada do aeroporto de Baku para justificar a decisão de impor um limite relativamente baixo no número de bilhetes para cada finalista, num recinto com capacidade para acolher 68.700 espetadores.

Os próprios adeptos dos clubes ingleses Chelsea e Arsenal, finalistas da edição deste ano da prova europeia, criticaram nos últimos dias o custo e a complexa logística ligados à organização de uma final a 4.500 quilómetros de Londres.

Lusa.

  • António Costa desvaloriza sondagens favoráveis para o PS
    2:51