Desporto

Dalot lembra ketchup de Ronaldo e acredita no apuramento de Portugal

Diogo Dalot à direita

www.fpf.pt

Seleção de sub-20 não conseguiu marcar frente à Argentina, no segundo jogo do Mundial da categoria.

O defesa Diogo Dalot acredita que Portugal vai ultrapassar a falta de eficácia no Mundial de futebol de sub-20 e, apesar de ser difícil, considera que a 'equipa das quinas' tem qualidade para conquistar o troféu.

"Os golos são como o 'ketchup'. Quando começarem a sair, ninguém nos vai conseguir parar a seguir. Temos de trabalhar todos os dias para fazer golos. O importante é continuarmos a perseguir o nosso objetivo", afirmou aos jornalistas o lateral direito do Manchester United.

Portugal parte para o terceiro jogo do grupo F do Mundial, diante da África do Sul, com apenas um golo marcado, logo na estreia, com a Coreia do Sul (1-0), e depois de um desaire diante da Argentina (2-0).

"Somos uma seleção muito unida, muito forte. Vamos ter de demonstrar isso no próximo jogo. Grandes homens e grandes jogadores levantam-se depois de resultados menos positivos", referiu Dalot, em Bielsko-Biala, na Polónia.

Diogo Dalot, de 20 anos, salientou que "está tudo em aberto" no grupo F e que a seleção portuguesa é suficientemente "forte para vencer o jogo" com a África do Sul.

Já no que diz respeito a uma eventual conquista do Mundial, o defesa foi mais cauteloso: "Sabemos que é muito difícil fazermos o que fizemos no passado. Conseguir conquistar um torneio desta categoria também é muito difícil. Temos capacidade para o fazer, mas temos de trabalhar mais para o conseguirmos.".

Após ter trocado o FC Porto pelo Manchester United no início da última época, o defesa, de 20 anos, realizou 23 partidas pela equipa principal dos 'red devils', algumas das quais como extremo.

Contudo, reforçou que a sua posição é outra."Sou lateral direito, mas estou sempre disponível para jogar onde cada treinador achar que posso ser útil. Quero ser o melhor lateral direito possível e evoluir a cada dia", disse.

Portugal segue no terceiro lugar do grupo F, com três pontos, menos três do que a líder Argentina, que já assegurou a passagem aos oitavos de final, e os mesmos da Coreia do Sul, embora os asiáticos estejam em vantagem pela diferença de golos.

O terceiro posto até pode dar acesso aos 'oitavos' caso Portugal seja um dos quatro melhores, sendo que uma vitória diante dos sul-africanos garante aos lusos a passagem de forma direta.

Portugal e África do Sul jogam na sexta-feira, a partir das 19:30 (hora de Lisboa), no Estádio Municipal de Bielsko-Biala.

Lusa.

  • O 12.º episódio do "Polígrafo SIC"
    21:36