Desporto

Derrota com Argentina "não abalou" a seleção de sub 20

Rafael Leão (direita) festeja o golo da seleção portuguesa frente à Coreia do Sul, no primeiro jogo do Mundial sub 20.

www.fpf.pt

Rafael Leão mostrou que a equipa está confiante para alcançar a vitória no último jogo da fase de grupos.

O avançado Rafael Leão assegurou hoje que a derrota frente à Argentina "não abalou" a seleção portuguesa de futebol de sub-20 e revelou o "sonho" de poder marcar um golo no Mundial2019.

"No último Europeu, também aconteceu isto. Perdemos um jogo na fase de grupos, mas isso não abalou o grupo. Estamos todos juntos e queremos estar na próxima fase", afirmou aos jornalistas, em Jaworze, na Polónia, onde a comitiva lusa está instalada.

O jogador do Lille fazia a antevisão do encontro com a África do Sul, na sexta-feira, da terceira e última jornada do grupo F, no qual Portugal vai procurar assegurar uma das vagas nos oitavos de final.

"Sabemos que o último jogo é muito importante e vamos fazer tudo para conquistarmos os três pontos e estarmos na próxima fase. Contra a África do Sul só dependemos de nós e isso tranquiliza-nos um pouco. Temos confiança na nossa qualidade e já provamos o que valemos", assinalou.

Frente aos sul-africanos, a 'equipa das quinas' vai procurar "marcar o maior número de golos possível", segundo Rafael Leão, depois de ter apontado apenas um tento nas duas primeiras partidas.

"No primeiro jogo - frente à Coreia do Sul -, não tivemos um grande caudal ofensivo, mas ganhámos o jogo por 1-0. Contra a Argentina, foi diferente. Estivemos sempre por cima, tivemos mais oportunidades, mas não conseguimos ganhar - derrota por 2-0. O futebol às vezes é injusto", observou.

O avançado, de 19 anos, que no início da última época trocou o Sporting pelo Lille, revelou a ambição de marcar numa competição da grandeza de um Campeonato do Mundo.

"Sonho marcar num Mundial, mas estou tranquilo, sei que as coisas vão acontecer. Tento trabalhar para a equipa e, se marcar, será importante para mim e para a equipa", disse.

Portugal segue no terceiro lugar do grupo F, com três pontos, menos três do que a líder Argentina, que já assegurou a passagem aos oitavos de final, e os mesmos da Coreia do Sul, embora os asiáticos estejam em vantagem pela diferença de golos.

O terceiro posto até pode dar acesso aos 'oitavos' caso Portugal seja um dos quatro melhores, sendo que uma vitória diante dos sul-africanos garante aos lusos a passagem de forma direta.

Portugal e África do Sul jogam na sexta-feira, a partir das 19:30 (hora de Lisboa), no Estádio Municipal de Bielsko-Biala, num encontro que será dirigido pelo árbitro Alexis Herrera, da Venezuela.

Lusa.