Desporto

Pinto da Costa recorda Lennart Johansson como "um grande amigo do FC Porto"

Laszlo Balogh

O antigo presidente da UEFA morreu aos 89 anos após curta doença.

Jorge Nuno Pinto da Costa considerou hoje que o antigo presidente da UEFA Lennart Johansson, que morreu hoje aos 89 anos, foi "um dirigente brilhante e será sempre recordado como um grande amigo do FC Porto".

"Quando soube que eu estava a escrever o livro 'Largos dias têm 100 anos', fez questão de ser ele a escrever o prefácio da obra, um gesto que nunca esquecerei", disse Jorge Nuno Pinto da Costa aos canais de comunicação do FC Porto.

Lennart Johansson, ex-presidente da UEFA (União das Associações Europeias de Futebol) e ex-vice-presidente da FIFA (Federação Internacional de Futebol), morreu aos 89 anos após um curto período de doença.

"O FC Porto apresenta as mais sentidas condolências à família de Lennart Johansson, à Federação Sueca de Futebol e à UEFA", refere a nota difundida no site dos 'dragões' na Internet.

Lennart Johansson, nascido em Bromma, Estocolmo em 1929, iniciou a sua carreira como funcionário do AIK, na secção 'bandy', uma espécie de hóquei no gelo mas com baliza e campos maiores, de onde mais tarde foi para o futebol e do qual fez parte durante três décadas.

Johansson foi presidente da Associação dos Clubes Profissionais Suecos (1984-1991) e liderou a Federação Sueca de Futebol (1985-1990), a partir da qual acedeu à liderança do futebol europeu e mundial.

Durante o tempo em que esteve ao comando da UEFA, Johansson manteve uma disputa com o suíço Sepp Blatter.

Depois de perder as eleições para ser reeleito como presidente da UEFA em 2007 contra o francês Michel Platini, regressou à Suécia para se concentrar inicialmente na promoção do 'bandy', o desporto em que iniciou a sua carreira.

Lusa.