Desporto

Portugal acolhe prova do campeonato automóvel das energias alternativas

www.cm-oeiras.pt

A quarta ronda da prova, que decorre entre sexta-feira e domingo, vai passar por Oeiras, Mafra, Sintra e Arrábida.

Portugal acolhe, a partir de sexta-feira, a quarta prova do campeonato de energias alternativas da Federação Internacional do Automóvel (FIA), que procura servir de demonstração das soluções já existentes no mercado.

Com 27 equipas inscritas, sete delas estrangeiras, os concorrentes deste FIA Electric and New Energy Championship têm pela frente 410 quilómetros, 153 dos quais cronometrados, nesta quarta das 14 provas do campeonato.

"Esta é uma prova de regularidade. A ideia é fazer com que passe por zonas com interesse paisagístico ou turístico", explica à Agência Lusa Paulo Almeida, o presidente do Classic Clube de Portugal, que organiza a competição em território luso, em parceria com a Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK), com o apoio da Câmara Municipal de Oeiras.

A organização reivindica que esta é, até ao momento, "a única prova automóvel realizada em Portugal com preocupações ambientais e ecológicas".

As equipas terão de demonstrar a sua eficácia, realizando a melhor gestão possível do consumo ao longo de todo o percurso, e assegurar a regularidade, evitando penalizações nos distintos controlos efetuados pela organização.

A prova arranca na sexta-feira, às 17:00, com a 'Oeiras Street Stage', que terá lugar em Nova Oeiras, e encerra com a 'Marginal de Oeiras Power Stage', que começa às 12:30 de domingo.

Participantes utilizam carros do dia a dia

Pelo meio, os concorrentes, que utilizam carros do dia a dia, têm pela frente classificativas na zona da Arrábida, durante a manhã.

À tarde, a competição está desenhada em Mafra, enquanto Sintra acolhe a secção de domingo.

Nesta etapa, participam, também, carros a hidrogénio, um combustível ainda pouco disseminado em Portugal, mas que oferece uma autonomia de cerca de 700 quilómetros.

"Pensamos que estamos no clube certo, ao colocar Portugal no mapa destes eventos", vinca Paulo Almeida.

O orçamento desta prova ultrapassa os 90 mil euros, e estaria em risco "sem o apoio da Câmara de Oeiras".

Paulo Almeida considera que esta "é uma plataforma para os fabricantes mundiais mostrarem os seus produtos de forma diferente".

Entre os objetivos está a realização, no final de outubro, de uma "Taça de Portugal de Regularidade", que deverá percorrer "cinco concelhos do norte do país", revela Paulo Almeida.

A prova termina com a entrega de prémios, às 13:15 de domingo.

Paralelamente, decorre este ano, pela primeira vez, nos Jardins Marquês de Pombal, em Oeiras, a Eco Rally Expo, um local de exposição e experiências ligadas ao mundo dos veículos elétricos.

De entre as várias atividades, destaca-se a possibilidade que os mais novos vão ter de se divertir ao volante de pequenos karts elétricos, enquanto os mais crescidos poderão experimentar bicicletas e scooters elétricas.

Lusa