Desporto

FC Porto condenado a pagar quase 2M€ ao Benfica no caso dos e-mails

Última Hora

Rafael Marchante

Benfica exigia indemnização de mais de 17 M€.

O Futebol Clube do Porto, a Porto SAD e o diretor de comunicação, Francisco J. Marques foram condenados a pagar quase 2 milhões de euros ao Benfica por danos patrimoniais.

Os restantes arguidos no processo, os administradores da SAD - Jorge Nuno Pinto da Costa, Fernando Gomes e Adelino Caldeira e também a empresa Avenida dos Aliados - foram absolvidos.

O clube da Luz pedia uma indemnização de mais de 17 milhões de euros por danos de imagem e financeiros com a divulgação da correspondência eletrónica do Benfica.

Os encarnados acusavam os portistas de concorrência desleal e danos de imagem depois de Francisco J Marques ter divulgado correio electrónico do Benfica no programa "Universo Porto da Bancada" do Porto Canal entre abril de 2017 e fevereiro de 2018.

O Benfica alegava que a divulgação dos emails afetou a credibilidade do clube, prejudicou os interesses comerciais e provocou a queda da cotação das ações da Sociedade Anónima Desportiva.

Já o FC Porto defendeu que se limitou a divulgar informação de interesse público, alegando que o correio eletrónico divulgado revelou práticas deturpadoras da verdade desportiva.

Ao longo do processo, o coletivo de juízes ouviu 22 testemunhas e analisou 250 páginas de documentos.