Desporto

Polícia dá como provada a viciação do resultado no jogo Valladolid-Valência

Resultado do jogo "foi claramente condicionado, atentando diretamente contra a integridade da competição".

As autoridades espanholas consideram que foi provada a viciação do resultado entre o Valladolid e o Valência, da última jornada da La Liga, que deu a vitória aos valencianos por 2-0 e a consequente qualificação para a Liga dos Campeões, da próxima época.

O jogo está a ser investigado no âmbito da Operação Oikos, que levou a uma série de detenções no passado mês de maio.

O jornal El Mundo teve acesso aos relatórios da investigação e, num deles, está escrito que o resultado do jogo foi "claramente condicionado, atentando diretamente contra a integridade da competição".

Os investigadores acreditam que em campo haveria pelo menos um jogador comprado. Tratava-se de Borja Fernández, o capitão do Valladolid, e que foi um dos detidos na operação.

A polícia espanhola diz que o combinado era a vitória para o Valência na primeira parte e no fim do jogo, algo que se veio a confirmar, com um golo dos visitantes em cada parte. O relatório diz que para isso houve a ajuda deliberada dos jogadores do Valladolid.

O processo está ainda a decorrer e esperam-se mais desenvolvimentos nas próximas semanas.