Desporto

Argélia segue para os "oitavos" da Taça das Nações de África

Ariel Schalit

A Argélia está sempre entre as melhores seleções do continente, desde há quatro décadas.

A Argélia dissipou esta quinta-feira as dúvidas sobre a sua forma e a condição de favorita na Taça das Nações de África (CAN) e bateu o Senegal, de Sadio Mané, por 1-0, em jogo disputado no Cairo.

O triunfo deixa os 'fenecs' na frente do grupo C e já apurados para os oitavos de final, enquanto o Senegal não poderá minimizar o seu próximo jogo, contra o Quénia, que hoje ganhou à Tanzânia por 3-2.

No grupo B, fecharam-se as contas da segunda jornada, com a vitória de Madagáscar sobre o Burundi, por 1-0, o que deixa os malgaxes muito bem encaminhados para os quartos de final.Pode dizer-se que o Argélia-Senegal de hoje foi o primeiro jogo grande desta CAN.

O Senegal é melhor país africano do momento, pela classificação da FIFA, mas a Argélia está sempre entre as melhores seleções do continente, desde há quatro décadas.

A Argélia mostrou um coletivo disciplinado e eficácia ofensiva, sempre indispensável para quem quer ganhar. A centro de Sofiane Feghouli, o jogador mais influente da Argélia até ao momento, Youcef Belaïli rematou para o golo aos 48 minutos, a dar total justiça ao resultado.

Com estes três pontos, a Argélia chega aos seis, lidera o grupo e não depende de qualquer resultado, próprio ou de terceiros, para festejar já a passagem.

Para o Senegal, que hoje contou de novo com a estrela do Liverpool Sadio Mané, que estava suspenso, nada está perdido, mas não pode perder com o Quénia, já que isso implica 'escorregar' para terceiro lugar e começar a 'fazer contas' com os outros grupos.

Também no Cairo, o Quénia anulou por duas vezes uma situação de desvantagem no marcador e conseguiu ganhar por 3-2, com o golo decisivo a chegar somente a dez minutos do final.

Msuva marcou o primeiro da partida, aos seis, e Olunga empatou para o Quénia, aos 39, para logo no minuto imediato Samatta fazer o 2-1 para a Tanzânia. Na segunda parte o Quénia justificou o domínio com dois golos, de Omolo, aos 62, e novamente Olunga, aos 80.

Em Alexandria, Madagáscar festejou o seu primeiro triunfo de sempre numa CAN - foi contra o Burundi, por 1-0, e coloca os insulares bem orientados para os oitavos de final.

Um empate com a já apurada Nigéria chega, mas até uma derrota pela margem mínima pode ser suficiente.

Com efeito, Madagáscar já tem quatro pontos, contra seis da Nigéria e à frente da Guiné-Conacri, que tem um, e do Burundi, ainda sem pontuar aqui.Marco Ilaimaharitra marcou o golo solitário da vitória tangencial dos malgaxes, aos 78 minutos.

Lusa

  • Vem aí o calor...
    1:01