Desporto

Assembleia Geral do Sporting suspensa após insultos dirigidos a Varandas

JOÃO RELVAS

Dois sócios insurgiram-se contra Varandas.

A Assembleia Geral (AG) do Sporting foi este sábado suspensa após dois sócios terem insultado o presidente do clube, Frederico Varandas, tendo um deles sido retirado "à força" do Pavilhão João Rocha, disse à Lusa fonte oficial do clube.

A reunião magna que decorre no recinto 'leonino', em Lisboa, sem a presença de jornalistas, foi interrompida pelo presidente da Mesa da AG, Rogério Alves, numa altura em que já decorria a votação do único ponto da ordem de trabalhos, referente ao orçamento e plano de atividades para 2019/20.

De acordo com a mesma fonte do clube, os incidentes que levaram à suspensão da AG, que teve início pouco depois das 15:00, ocorreram perto das 18:30, quando Frederico Varandas respondia a perguntas dos cerca de 40 sócios inscritos, dos quase 1.200 presentes.

Dois sócios insurgiram-se contra Varandas e dirigiram-se a um dos elementos de segurança, que, na sequência, retirou "à força" um dos indivíduos, que posteriormente e no exterior foi identificado pelas autoridades, explicou a mesma fonte.

A contagem de votos prossegue e os trabalhos apenas deverão ser retomados quando estiver finalizada.

Lusa