Desporto

Rivaldo não acredita no VAR e acha que Argentina "foi prejudicada" no jogo com o Brasil

© Reuters Photographer / Reuter

Rivaldo falou também de Messi e da sua ausência de títulos pela seleção principal da Argentina.

O ex-futebolista brasileiro Rivaldo, que brilhou no FC Barcelona, afirmou esta sexta-feira que não acredita no VAR e reconheceu que a Argentina foi prejudicada pela arbitragem na meia-final da Copa América com o Brasil.

"Claro que a Argentina tem razões para queixar-se. O Brasil tem melhor equipa e, seguramente, que tinha ganhado sem erros, mas houve dois penáltis a favor dos argentinos em que o VAR não quis atuar", disse Rivaldo, em declarações à Betfair.

Na quarta-feira, em Belo Horizonte, o Brasil impôs-se à Argentina por 2-0, com golos de Gabriel Jesus e Roberto Firmino, num embate após o qual os argentinos se queixaram muito do trabalho do árbitro e do VAR.

"Há muito tempo que o digo: não acredito no VAR", afirmou Rivaldo, acrescentando: "Prejudica o futebol, com tantas paragens, e só beneficia os árbitros, que agora rejeitam a responsabilidade, colocando-a no VAR".

De acordo com o 'Bola de Ouro' de 1999, "se o VAR já causa o caos nas competições na Europa, é normal que o mesmo aconteça na América do Sul, inclusivamente com mais frequência".

Rivaldo falou também de Messi e da sua ausência de títulos pela seleção principal da Argentina, afirmando que já os teria se tivesse "coincidido com outra geração".

"Antigamente, a Argentina era uma grande equipa, com um monte de jogadores incríveis, mas, agora, Messi está só, o que torna tudo mais fácil para os rivais", explicou.

Numa antevisão à final de domingo, entre Brasil e Peru, Rivaldo espera para a 'canarinha' um jogo "mais complicado" do que o da fase de grupos, em que os brasileiros golearam por 5-0.

Lusa